Exame.com
Continua após a publicidade

Qual o tempo mínimo para se atingir excelência em uma profissão?

O consultor Eduardo Ferraz diz quantas horas de experiência profissional são necessárias para se chegar à excelência num determinado trabalho

Troféu: Vale segue na liderança das recomendações de ações com foco em dividendos (Trophy/Thinkstock)
E
Especialista

Publicado em 7 de novembro de 2016 às, 08h00.

Última atualização em 6 de dezembro de 2018 às, 14h21.

São Paulo -  Quanta experiência você precisaria adquirir no seu trabalho para chegar à excelência profissional? Eduardo Ferraz, especialista em gestão de pessoas, tem a resposta exata neste vídeo de carreira.

Continua após a publicidade

Veja Também

Voa Brasil não terá nenhum recurso do governo, diz Costa Filho
Economia

Há 3 horas • 3 min de leitura

Voa Brasil não terá nenhum recurso do governo, diz Costa Filho

Popó x Bambam: quanto os astros das lutas ganharam no combate do Fight Music Show
Esporte

Há 3 horas • 2 min de leitura

Popó x Bambam: quanto os astros das lutas ganharam no combate do Fight Music Show

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Nasa busca voluntários para missão de um ano em simulador de vida em Marte
Ciência

Há 3 horas • 2 min de leitura

Nasa busca voluntários para missão de um ano em simulador de vida em Marte

Cientistas projetam supercolisor que pode revolucionar a física moderna
Ciência

Há 3 horas • 3 min de leitura

Cientistas projetam supercolisor que pode revolucionar a física moderna

Empresa chinesa diz que pode transformar carro elétrico em cinema
Tecnologia

Há 3 horas • 2 min de leitura

Empresa chinesa diz que pode transformar carro elétrico em cinema

Lembra dele? CEO do Robinhood diz que pode criar "a Bloomberg da nova geração"
seloMercados

Há 3 horas • 2 min de leitura

Lembra dele? CEO do Robinhood diz que pode criar "a Bloomberg da nova geração"

Por favor, ChatGPT: por que tratar chatbots com gentileza pode ser uma boa ideia
Inteligência Artificial

Há 3 horas • 3 min de leitura

Por favor, ChatGPT: por que tratar chatbots com gentileza pode ser uma boa ideia