Acompanhe:

Swatch aciona autoridades por uso da marca iWatch pela Apple

Fabricante adotou medidas contra a Apple por achar que o nome usado para o relógio inteligente da marca muito parecido com o seu iSwatch

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Relógios da Swatch: companhia denunciou o uso do nome “iWatch” a autoridades de todos os países onde ele foi registrado como marca
 (Valentin Flauraud/Bloomberg)

Relógios da Swatch: companhia denunciou o uso do nome “iWatch” a autoridades de todos os países onde ele foi registrado como marca (Valentin Flauraud/Bloomberg)

J
Jan Schwalbe

Publicado em 5 de maio de 2014 às, 17h36.

Zurique - A Swatch Group, maior fabricante de relógios do mundo, adotou medidas contra a Apple pelo uso da marca iWatch pela empresa de tecnologia mais valiosa do planeta. O motivo é que o nome é muito parecido com o de seu produto, o iSwatch, segundo o CEO Nick Hayek.

Uma das medidas foi denunciar o uso do nome “iWatch” a autoridades de todos os países onde ele foi registrado como marca, disse Hayek, em entrevista por telefone, em 3 de maio.

Ele não disse quais países haviam sido contactados e quando as medidas foram iniciadas, e acrescentou que não há planos de abrir um processo contra a Apple.

“Este é o procedimento normal para proteger o nome de uma marca que é sua”, disse Hayek. “Nós reagimos assim em relação a todos os outros nomes de marcas que protegemos”.

A Apple, que tem sede em Cupertino, Califórnia, ainda não revelou detalhes específicos para um relógio de pulso conectado à internet. A Swatch Group, que tem sede em Biel, Suíça, vende um modelo com tela digital chamado iSwatch. A Apple pode estar tentando uma incursão com essa marca, já que as duas são muito semelhantes, disse Hayek.

Kristin Huguet, porta-voz da Apple na Califórnia, preferiu não comentar a respeito das medidas da Swatch.

“Se alguém quer registrar um nome que é muito próximo a outro que temos protegido, nós lutamos contra”, disse Hayek.

Os planos da Swatch foram revelados pela primeira vez em 3 de maio pelo site de notícias watson.ch.

Registros do iSwatch

A Swatch registrou o nome iSwatch em dezenas de países e quer protegê-lo, segundo Hayek. O grupo Swatch é dono da marca Swatch e de outras, como Omega, Breguet, Tissot e Longines.

A Apple ainda não lançou um relógio inteligente e não anunciou oficialmente se planeja fazê-lo com a marca iWatch. No ano passado, a Apple entrou com pedido de proteção de marca contra um “iWatch” no Japão, segundo um documento de 3 de junho do Escritório de Patentes do Japão.

Mais de 50 empresas entraram com pedido de proteção de marca para o nome iWatch, segundo uma pesquisa no site da Organização Mundial de Propriedade Intelectual.

O watson.ch reportou que o “iWatch” obteve proteção em 1 de abril, em Mônaco, enquanto as autoridades da Islândia emitiram uma rejeição preliminar, citando sua similaridade com o iSwatch.

A Apple, com um valor de mercado de US$ 510 bilhões que a torna 15 vezes maior que a Swatch, mantém contato casual com a companhia suíça a respeito de novas tecnologias, disse Hayek, acrescentando que as duas empresas não discutiram o assunto iWatch/iSwatch.

Últimas Notícias

Ver mais
Para além dos ponteiros: conheça os vencedores dos Prêmios Rolex de Empreendedorismo 2023
Casual

Para além dos ponteiros: conheça os vencedores dos Prêmios Rolex de Empreendedorismo 2023

Há 4 horas

Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial
Tecnologia

Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial

Há 13 horas

Troca de comando e Projeto Cerrado em ação: a nova fase da Suzano pós-Schalka
Exame IN

Troca de comando e Projeto Cerrado em ação: a nova fase da Suzano pós-Schalka

Há 22 horas

Com 4º tri "de ouro", lucro da C&A dobra e bate (com folga) previsão do mercado 
Exame IN

Com 4º tri "de ouro", lucro da C&A dobra e bate (com folga) previsão do mercado 

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais