Tecnologia

Sony MDR-ZX100

Avaliação de Airton Lopes / Com apenas 120 gramas, este fone de ouvido da Sony de 89 reais pode ser usado por horas sem causar desconforto. O áudio não tem a mesma definição e pureza dos modelos mais sofisticados ou os graves ressaltados dos Beats Audio, mas não omite detalhes ou embola o som. A […]

DR

Da Redação

Publicado em 8 de junho de 2013 às 04h36.

logo-infolab

Avaliação de Airton Lopes / Com apenas 120 gramas, este fone de ouvido da Sony de 89 reais pode ser usado por horas sem causar desconforto. O áudio não tem a mesma definição e pureza dos modelos mais sofisticados ou os graves ressaltados dos Beats Audio, mas não omite detalhes ou embola o som. A distorção só aparece com o volume no máximo. Ele não tem função de headset para atender chamadas no smartphone ou controle remoto para ajustar o volume e a reprodução. 

Avaliação de César Pereira / Entre tantos headphones que chegam ao INFOlab custando algumas centenas de reais e que nem sempre valem tudo isso, o MDR-ZX100 da Sony quase nos coloca de volta à realidade. Ele não tem a melhor qualidade de som que já vimos, mas é um fone bem mais acessível e direto ao ponto.

Vamos, então, direto ao ponto também na análise. O áudio reproduzido pelo fone da Sony é muito bom – não se compara aos mais profissionais, mas, para um usuário menos exigente, ou que procura um gadget desse para ouvir música despretensiosamente, é suficiente. O MDR consegue manter o detalhamento do som e suas faixas sonoras bem definidas, sem ressaltar graves, e distorce o áudio apenas quando o volume está muito alto.

O isolamento acústico é praticamente inexistente. As conchas não envolvem totalmente as orelhas e as espumas não são espessas o bastante, então é possível ouvir ruídos externos mesmo com a música tocando.

Apesar das espumas serem finas para o efeito de isolamento, o fone é muito confortável. Leve, com só 120 gramas, a estrutura é toda de plástico, mas não aparenta fragilidade. Já o tecido que reveste as conchas parece muito fino e talvez desgaste rapidamente com o uso. O modelo que foi testado pelo INFOlab é todo branco, com uma pequena faixa vermelha na alça, mas há outras cores disponíveis.

A conexão com o computador, smartphone ou outro gadget que contenha músicas é feita por um plug P2 que fica no fim de um cabo de 1,2 metro de comprimento.

O MDR-ZX100 não tem nada de singular no que diz respeito à sua performance ou seu visual. Justamente por isso, ele se torna uma ótima opção para quem busca um headphone com qualidade superior aos fones de ouvido acompanham o celular, mas não pretende gastar muito dinheiro com um dispositivo luxuoso ou cheio de recursos.

Ficha técnica

Formatoon-ear
ConexãoP2
Cabo1,2 m
Sensibilidade100 db/mW
Resposta em frequência12 – 22 000 Hz
Peso120 g

Avaliação técnica

PrósPeso reduzido; conforto; preço atraente
ContrasNão tem função de headset; fragilidade da forração das conchas
ConclusãoOpção econômica e de boa qualidade para usar no dia a dia
Áudio7,5
Redução de ruído e isolamento7,0
Conexão7,0
Design6,5
Média7.1
PreçoR$ 89
Acompanhe tudo sobre:Fones de Ouvido

Mais de Tecnologia

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

O que esperar do balanço da Nvidia, a mais nova queridinha de Wall Street

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Mais na Exame