A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Site mapeia casas que foram palco de assassinatos no passado

Site americano DiedInHouse permite checar se alguém já morreu no imóvel pesquisado e qual foi a causa da morte

São Paulo – Potencial de valorização da região, proximidade com o trabalho, custos e segurança são alguns critérios usados para avaliar se você deve ou não comprar um imóvel. Mas, os americanos já podem adicionar um item à essa lista: a probabilidade de a casa dos seus sonhos ser mal-assombrada.

A possibilidade foi aberta pelo site DiedInHouse, que mostra se alguma pessoa já foi assassinada no imóvel buscado antes que o comprador feche seu negócio.

Além de mostrar se aquele imóvel já presenciou alguma morte, o site promete dizer: o nome da pessoa que morreu naquele lugar, como a morte aconteceu, quando e qual foi a sua causa.

Ele também diz se a casa passou por algum incêndio, se abrigava algum tipo de atividade química e fornece ainda uma lista de nomes associados ao endereço.

De acordo com a Bloomberg, a base de dados do site já inclui informações de mais de 4,5 milhões de imóveis e já foram realizadas mais de 30 mil buscas, sendo que o valor mínimo de cada consulta é de 11,99 dólares.

As informações são retiradas de obituários, notícias veiculadas na mídia, e outras fontes que o site prefere não revelar.

Lançado em 2013, o DiedInHouse já possui dados sobre imóveis localizados nos 50 estados americanos e afirma que está trabalhando para expandir o serviço para outros países.

Investimento rentável

De acordo com a empresa, comprar uma casa mal-assombrada pode ser um ótimo investimento.

O site conta, por exemplo, que em 2005 o famoso jogador de futebol americano Junior Seau comprou uma mansão na cidade de Oceanside, na Califórnia, por 3,2 milhões de dólares. Em 2012, o jogador se matou com um tiro e alguns acreditam que ele tenha feito o disparo justamente contra o peito para permitir que fossem realizadas pesquisas no seu cérebro.

Depois de algum tempo, descobriu-se que o jogador tinha sinais de Encefalopatia Traumática Crônica (ETC), doença que causa depressão e tem características e sintomas parecidos com o Mal de Alzheimer. A ETC era conhecida como Demência Pugilística, porque acreditava-se que atingia apenas boxeadores, mas hoje já foram relatados diversos casos de ETC relacionados a atletas de futebol americano.

Dois meses após a tragédia, a casa de Junior Seau foi vendida por 1,975 milhão de dólares, valor 38,28% inferior ao pago inicialmente pelo jogador. Três anos depois, ela foi vendida novamente, por um valor 2,256 milhões de dólares, uma valorização de 14,25%.

O site possui uma aba que mostra esse e outros casos de imóveis que tiveram reduções de 10% a 15% em seus preços depois de se tornarem palcos de crimes e mortes dramáticas.

Na maioria dos relatos, o site afirma que depois de comprarem o imóvel com desconto, os proprietários conseguem vendê-lo por valores superiores, obtendo lucros razoáveis. Em um dos casos, o site conta que o comprador de uma casa, que foi cena de um assassinato e um suicídio, conseguiu revendê-la após sete meses por um valor 35% maior.

Ar-condicionado

Em entrevista à Bloomberg, o fundador do site, Roy Condrey, disse que a ideia do DeadInHouse surgiu depois que ele precisou trocar o ar-condicionado de uma de suas propriedades e seu inquilino disse que achava que o lugar era mal-assombrado.

Por curiosidade, ele resolveu pesquisar se alguém já tinha morrido na casa, mas se deparou apenas com páginas e página do Google com a seguinte pergunta: “como saber se minha casa é mal-assombrada".

Desde então, o site tem feito sucesso com a estratégia de responder se a casa buscada pode ou não ser dividida com alguns fantasmas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também