Rival do Google acusa empresa de usar o Chrome para espionar usuários

Acusação foi feita baseada na demora da empresa para rotular como seus aplicativos para iPhone coletam e usam os dados de busca e navegação
Google Chrome: aplicativo foi acusado de espionar usuários (S3studio / Colaborador/Getty Images)
Google Chrome: aplicativo foi acusado de espionar usuários (S3studio / Colaborador/Getty Images)
Por Rodrigo LoureiroPublicado em 16/03/2021 16:13 | Última atualização em 16/03/2021 17:05Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O serviço de buscas DuckDuckGo está acusando o Google de utilizar o Chrome para espionar pessoas pela internet. Rival da gigante de Mountain View no setor de buscas online, a companhia utilizou o Twitter para publicar um relatório divulgado na App Store, a loja de aplicativos do iPhone, que mostra a quantidade de dados rastreados pelo Google usando seu navegador.

O relatório produzido pela App Store conta com dados que as empresas precisam obrigatoriamente ceder e que revelam a quantidade e que tipo de informações são coletadas pelos desenvolvedores dos aplicativos disponibilizados na loja virtual do iOS. A DuckDuckGo critica o fato de que o Google teria demorado meses para divulgar suas informações.

“Após meses de espera, o Google finalmente revelou quantos dados pessoas eles coletam no Chrome e no próprio aplicativo do Google. Não admira que eles quisessem esconder isso. Espionar usuários não tem nada a ver com a construção de um ótimo navegador ou de um mecanismo de pesquisa. Nós saberíamos (nosso aplicativo faz as duas coisas)”, diz a postagem da empresa no microblog.

Apesar das críticas da DuckDuckGo, é importante lembrar que o Google recentemente adicionou rótulos de privacidade aos aplicativos que controle e que detalham o plano de coleta e de uso de informações pelos programas. Para fins de publicidade de terceiros – quando a empresa pode informações para outras empresas companhia coleta dados de localização, histórico de pesquisa e navegação, conforme explica o MacRumours.

O problema foi a demora do Google para rotular seus aplicativos dessa forma. Até o fim de fevereiro, conforme aponta a DuckDuckGo, muitos aplicativos do Google ainda não contavam com os avisos. Vale lembrar que, com a nova política da Apple, os aplicativos deveriam contar com a notificação desde dezembro do ano passado. O Google só adicionou o rótulo em algumas aplicações mais recentemente.