Acompanhe:

O Spotify, gigante mundial do streaming de música, anunciou nesta segunda-feira, 4, que reduzirá cerca de 17% de seu quadro de funcionários, uma medida para enfrentar a desaceleração econômica e buscar uma rentabilidade mais consistente. Daniel Ek, CEO da empresa, comunicou pela manhã que aproximadamente 1.500 dos mais de 9.000 funcionários globais da empresa serão desligados ao longo dos dias.

A decisão surge após a empresa sofrer queda de assinantes, um desafio enfrentado por empresas de streaming de vídeo como a Netflix. Em outubro, após implementar cortes de custos e reajustes de preços, a empresa reportou seu primeiro lucro trimestral em mais de um ano.

Ek reconheceu que a magnitude dos cortes pode ser surpreendente, dado o recente progresso nos lucros. A empresa optou por uma reestruturação mais ampla agora, ao invés de reduções menores nos próximos anos.

O CEO explicou que a decisão se baseou na necessidade de alinhar os custos operacionais aos objetivos financeiros da empresa. Os cortes financeiros também são reflexo do recuo de uma aposta cara em podcasts e audiolivros, que já havia levado à demissão de cerca de 800 funcionários no início de 2023.

Além disso, Ek destacou as novas realidades enfrentadas pela empresa, incluindo custos de capital mais elevados, ressaltando a necessidade de maior eficiência. O Spotify, segundo ele, se distanciou de seu princípio inicial de engenhosidade e criatividade.

A empresa também cancelou vários de seus programas originais de podcasts, incluindo séries de crimes reais. No Brasil, a reportagem de EXAME apurou que a parte dedicada a produções originais de podcasts já estava reduzindo o investimento em criações próprias, e que por fim, o time de executivos foi desligado.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Spotify pede investigação e Apple deve ser multada em 500 milhões de euros
Tecnologia

Spotify pede investigação e Apple deve ser multada em 500 milhões de euros

Há uma semana

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas
seloNegócios

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas

Há uma semana

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação
Brasil

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação

Há 2 semanas

Aumento de preços com crescimento de assinantes: o que mudou na estratégia do Spotify?
Tecnologia

Aumento de preços com crescimento de assinantes: o que mudou na estratégia do Spotify?

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais