Tecnologia

Novo app permite instalar jogos retrô da Nintendo no iPhone; saiba como

Apple afirma que suas regras de plataforma são vitais para manter seu sistema operacional seguro

Super Mario World é um dos jogos que agora poderão ser aproveitados no iPhone (Divulgação)

Super Mario World é um dos jogos que agora poderão ser aproveitados no iPhone (Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 20 de maio de 2024 às 14h17.

Nas últimas semanas, um aplicativo tem chamado a atenção de quem gosta de jogar no iPhone: é o Delta. Ele permite aos usuários jogar videogames retrô no telefone.

Com o Delta, é possível relembrar os clássicos Super Mario World e GoldenEye 007, como se estivesse em um sofá nos anos 90. Ok, isso já é possível fazer nos PCs há muito tempo, mas era um assunto proibido na empresa de Cupertino. Por que essa mudança de comportamento?

De acordo com reportagem da Bloomberg, os criadores da Delta estavam se preparando para lançar seu serviço de jogos na União Europeia, onde novas regulamentações obrigaram a  empresa da maçã a permitir que os usuários baixassem software fora de sua App Store oficial. Não parece coincidência que a Apple tenha tido uma "nova visão" sobre emuladores.

Por uma série de razões legais, o app está disponível na UE, numa loja separada, apenas para download pago, e enquanto é totalmente gratuito na App Store da Apple no resto do mundo.

A Apple afirma que suas regras de plataforma são vitais para manter seu sistema operacional limpo e seguro. No entanto, no caso do Delta e de outros emuladores iOS futuros, essas regras agora parecem especialmente arbitrárias.

É possível, também, que a Apple tenha se preocupado com questões de direitos autorais relacionadas aos emuladores da Nintendo em sua App Store - eles geralmente caem em uma área legal cinzenta.

Segundo a reportagem da Bloomberg, a Apple observa em suas diretrizes de aplicativos que os desenvolvedores são responsáveis por garantir que o software oferecido nos emuladores esteja em conformidade com todas as leis aplicáveis.

Uma dinâmica semelhante ocorre com outros softwares do iPhone que chegam à Europa graças às regulamentações da UE. Desde o advento da App Store, a Apple tem negado aplicativos de seu ecossistema por discordar de seus designs, modelos de negócios ou objetivos gerais. Agora, os serviços considerados muito tabus em Cupertino poderão em breve ter um campo de testes em mercados alternativos na UE.

Em um sinal da demanda por serviços que a Apple historicamente proibiu, o Delta subiu rapidamente na classificação no final de abril nos EUA, à frente do ChatGPT e do TikTok, tornando-se o aplicativo gratuito número 1.

Acompanhe tudo sobre:NintendoAppleiPhone

Mais de Tecnologia

Aeroportos registram queda no extravio de bagagens após implementação de novas tecnologias

Volta do presencial prejudica profissionais de tecnologia do Norte e Nordeste

IBM Consulting troca gerente geral para renovar foco em projetos de inteligência artificial

Tecnologia vira aliada no cuidado de idosos na China

Mais na Exame