Tecnologia

Microsoft testa rival para Google Glass, diz WSJ

Fontes ouvidas pela reportagem revelaram que empresa encomendou peças usadas em dispositivos como os óculos de realidade aumentada do Google


	Pessoas testam o Google Glass: óculos de realidade aumentada do Google pode ganhar concorrente da Microsoft
 (Justin Sullivan/Getty Images)

Pessoas testam o Google Glass: óculos de realidade aumentada do Google pode ganhar concorrente da Microsoft (Justin Sullivan/Getty Images)

Gabriela Ruic

Gabriela Ruic

Publicado em 23 de outubro de 2013 às 14h22.

São Paulo – A Microsoft está testando um dispositivo similar ao Google Glass. O rumor foi divulgado nesta manhã pelo jornal The Wall Street Journal (WSJ), que alega ter ouvido fontes próximas à empresa. De acordo com a reportagem, a companhia encomendou componentes a fornecedoras asiáticas que seriam compatíveis com os usados nos dispositivos da categoria “computação para vestir”.

O The Verge lembra que, no ano passado, surgiram evidências de que a Microsoft estava trabalhando em um gadget similar para seu console Xbox. O conceito que vazou na época mostrava óculos de realidade aumentada que poderiam se conectar via 4G ou Wi-Fi. Segundo o site, este protótipo era marcado como um produto “para 2014”.

Bom, ainda de acordo com as fontes ouvidas pelo WSJ, a estratégia da gigante tem como objetivo fazer com que ela acompanhe as mudanças do mercado de dispositivos móveis no mesmo passo da concorrência, deixando para trás a imagem de empresa concentrada em software.

Faz bem: quando todos olhavam para este setor com atenção, a Microsoft deixou o bonde passar e lançou seu tablet com atraso, quando suas rivais, como Apple e Samsung, já estavam consolidadas. Até o próprio Ballmer reconheceu em certa ocasião que a empresa deveria ter anunciado o seu dispositivo mais cedo.

Mas, no que diz respeito aos gadgets “para vestir”, o timing da empresa fundada por Bill Gates pode estar de acordo com o esperado. Especialmente quando se considera que esta categoria ainda está se estruturando. Atualmente, um dos seus maiores expoentes é o Google Glass, que nem sequer está à venda para o público geral.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaMicrosoftRelógios inteligentesRumores techTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

Alexa, da Amazon, pode subir preço em versão mais inteligente para competir com ChatGPT

CEO da Nvidia ganha US$ 7,6 bilhões em um só dia

Muito tempo no celular? Veja dicas para diminuir seu tempo de tela

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

Mais na Exame