May nega ligação do Reino Unido com a Cambridge Analytica

Até onde eu sei, o governo não mantém contratos com a Cambridge Analytica, disse a primeira ministra

Londres – A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, negou nesta quarta-feira a existência de qualquer ligação entre o governo e a Cambridge Analytica, a consultoria política que está no centro do escândalo sobre o vazamento de dados de milhões de usuários da rede social Facebook.

“Até onde eu sei, o governo não mantém atualmente contratos com a Cambridge Analytica ou com o grupo SCL, a empresa matriz”, disse May durante uma sessão parlamentar na Câmara dos Comuns.

A primeira-ministra afirmou que as acusações publicadas pela imprensa sobre o uso de dados obtidos de forma ilícita na campanha eleitoral de 2016 do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, são “claramente muito preocupantes”.

“É absolutamente correto que as denúncias sejam investigadas de forma adequada”, completou May. Ontem, a primeira-ministra, em nota, já tinha declarado apoio à investigação aberta pelo Escritório do Comissário de Informação contra a Cambridge Analytica.

Uma comissão parlamentar também convocou o executivo-chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, a explicar o caso na Câmara dos Comuns.

“Espero que Facebook, Cambridge Analytica e todas as organizações envolvidas colaborem totalmente com as investigações”, disse May.

A primeira-ministra falou sobre o escândalo ao responder a um discurso do líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP) na Câmara dos Comuns, Ian Blackford, que pediu um esclarecimento das ligações da SCL com o Partido Conservador, liderado por May.

 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.