Tecnologia

Imobiliária vende imóveis por tablets, celulares e mídias sociais

Internet atende necessidade do consumidor que, sem tempo disponível, usa meios eletrônicos pra buscar imóveis

Imobiliárias apostam em  aplicativos de venda e locação de imóveis e terrenos  (Divulgação/Imovelweb)

Imobiliárias apostam em aplicativos de venda e locação de imóveis e terrenos (Divulgação/Imovelweb)

DR

Da Redação

Publicado em 8 de novembro de 2011 às 19h08.

São Paulo - O mercado virtual nasceu com a comercialização de bens de consumo simples, como livros e CDs, mas amadureceu de tal maneira que hoje serve de plataforma para a venda de imóveis. Essa evolução atende às necessidades do próprio consumidor, cada vez mais sem tempo de sair em busca do imóvel por conta da rotina diária atribulada. “Este canal proporciona aos clientes conforto na hora da compra, segurança, praticidade e credibilidade. Por conta disso, atualmente, mais de 80% das vendas são feitas através dos meios eletrônicos”, conta Alexandre Oliveira, diretor da imobiliária AE Patrimônio.

O empresário Wilson Guedes, 44, sócio-diretor de uma empresa de comércio exterior com sede em Sorocaba/SP, sempre optou pela internet na hora de pesquisar as melhores oportunidades de negócios no mercado imobiliário e até já adquiriu alguns imóveis pela rede mundial de computadores. “Com a correria do dia-a-dia, apenas durante o final de semana é que consigo olhar as oportunidades de imóveis na rede. Pela internet, já cheguei, inclusive, a deixar o negócio totalmente encaminhado no domingo para que, na segunda, apenas fosse conferida a documentação”, diz

Para Wilson, a internet é uma facilidade que ganha, cada vez mais, força no mundo contemporâneo. “Mesmo a compra do carro da empresa eu já fiz pela internet”, comenta. Pensando nesse comportamento atual de consumo, a AE Patrimônio tem apostado no e-commerce e desenvolveu aplicativos de venda e locação de imóveis e terrenos via tablets e smartphones, como iPads e iPhones, e mídias sociais, como Facebook e Twitter, para que os clientes recebam as novidades, ofertas e oportunidades de negócio direto no computador ou celular.

Segundo o economista e professor da ESAMC Sorocaba Alexandre Itria, a web já é considerada uma vantagem competitiva das empresas, o que se aplica também a setores antes não introduzidos no meio, como o imobiliário. “Com a internet, o mercado de todas as empresas ampliou muito. Neste caso, uma pessoa que está pensando em se transferir para outra cidade pode fazer uma pesquisa à distância e até fechar negócio com o consultor online. Isto porque ela tem a seu alcance uma quantia relevante de informações”, explica Itria.

Acompanhe tudo sobre:ImóveisInternetTabletsVendas

Mais de Tecnologia

Vício em TikTok? O que é 'brainrot' e por que o termo está tão em alta

Mais 168 cidades podem ter internet 5G a partir de sexta-feira; veja a lista

Carros autônomos: os robotáxis começam a virar realidade para a Waymo, do Google

Empresa chinesa avança em tecnologia quântica com novo termômetro de óxido de rutênio

Mais na Exame