• AALR3 R$ 20,23 0.85
  • AAPL34 R$ 67,16 -3.92
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,10 -0.84
  • AERI3 R$ 3,73 -1.32
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,97 1.14
  • ALPA4 R$ 20,77 -0.81
  • ALSO3 R$ 19,30 -0.26
  • ALUP11 R$ 26,72 1.21
  • AMAR3 R$ 2,41 2.55
  • AMBP3 R$ 30,75 -1.41
  • AMER3 R$ 23,28 1.44
  • AMZO34 R$ 67,11 -0.84
  • ANIM3 R$ 5,52 -0.36
  • ARZZ3 R$ 79,87 -2.42
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.26
  • AZUL4 R$ 21,36 0.61
  • B3SA3 R$ 11,75 1.73
  • BBAS3 R$ 35,59 -0.89
  • AALR3 R$ 20,23 0.85
  • AAPL34 R$ 67,16 -3.92
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,10 -0.84
  • AERI3 R$ 3,73 -1.32
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,97 1.14
  • ALPA4 R$ 20,77 -0.81
  • ALSO3 R$ 19,30 -0.26
  • ALUP11 R$ 26,72 1.21
  • AMAR3 R$ 2,41 2.55
  • AMBP3 R$ 30,75 -1.41
  • AMER3 R$ 23,28 1.44
  • AMZO34 R$ 67,11 -0.84
  • ANIM3 R$ 5,52 -0.36
  • ARZZ3 R$ 79,87 -2.42
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.26
  • AZUL4 R$ 21,36 0.61
  • B3SA3 R$ 11,75 1.73
  • BBAS3 R$ 35,59 -0.89
Abra sua conta no BTG

Grow vai fabricar patinetes e bicicletas elétricas no Brasil

Empresa que surgiu com a fusão das startups Grin e Yellow vai se instalar na Zona Franca de Manaus
Grow: empresa vai passar a fabricar patinetes e bicicletas elétricas em Manaus no começo de 2020 (Exame/Mariana Fonseca)
Grow: empresa vai passar a fabricar patinetes e bicicletas elétricas em Manaus no começo de 2020 (Exame/Mariana Fonseca)
Por Rodrigo LoureiroPublicado em 26/07/2019 14:35 | Última atualização em 26/07/2019 14:35Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo – A Grow, responsável pelos negócios das startups Grin e Yellow, vai passar a fabricar patinetes e bicicletas elétricas no Brasil. A companhia anunciou que está investindo R$ 25 milhões na operação que se dará na Zona Franca de Manaus e que deverá entrar em funcionamento no início do ano que vem. 

A planta em Manaus foi aprovada na última quinta-feira (25). O projeto engloba uma área de 5 mil m², na qual será instalada uma fábrica. Quando estiver funcionando com força total, a produção será de 100 mil equipamentos por ano. A previsão é de 100 funcionários sejam empregados diretamente e outros 500 empregos indiretos  sejam criados na região.

A ideia de fabricar os produtos por aqui preza dois objetivos da empresa. O primeiro é facilitar o atendimento às 22 cidades em que opera na América Latina. O plano consiste em permitir que a produção seja flexível e customizável. "Podemos considerar fabricar patinetes mais robustos para enfrentar os buracos das nossas ruas, por exemplo”, afirma Marcelo Loureiro, cofundador e vice-presidente da Grow.

O segundo está ligado a custos. Estimativas da companhia apontam que a produção local pode gerar uma economia de 30% a 40% nos gastos com a fabricação dos equipamentos.

Holding criada em janeiro de 2019, a Grow incorporou as operações das startups Grin e Yellow em uma só plataforma. O Brasil é estratégico para a companhia. Das 22 cidades em que a companhia opera em sete países diferentes, 14 municípios são brasileiros. Em junho, a companhia anunciou que atingiu a marca de 10 milhões de corridas realizadas desde agosto de 2018.

Mais recentemente a companhia ganhou uma rival de peso no Brasil, com a chegada da americana Lime ao País no início do mês.