Elon Musk afirma que seus filhos "foram educados pelo YouTube e Reddit"

CEO da Tesla acredita que educação deveria ser reformulada, para ser tão interessante aos jovens quanto o videogame

Infância longe das telas pode ser uma questão para muitos pais -- e não sem razão. Um levantamento realizado pela Universidade de São Paulo (USP) mostrou que o uso de celulares por crianças poderia prejudicar o sono e o desempenho escolar. Em meio a essas polêmicas e discussões, Elon Musk vai na contramão das práticas de deixar os filhos por pouco tempo sob a influência das telas. Em declaração concedida hoje, o pai de seis afirma que a maior parte da educação dos filhos vem do YouTube e Reddit.

Cético a respeito do modelo tradicional de educar, o CEO da Tesla e da SpaceX completa, afirmando que: “Se as crianças podem ficar super envolvidas com videogames, há uma maneira de elas também se envolverem com a educação”.

Em uma iniciativa de fugir dos modelos tradicionais, ele fundou a Ad Astra, uma escola que busca ensinar principalmente temas como inteligência artificial, programação e ciências aplicadas. Disciplinas como idiomas estrangeiros não são aplicadas porque Musk acredita que, em breve, esse trabalho será cumprido por softwares. Além disso, a Ad Astra não tem um sistema de notas – e Musk acredita que a intensa interação entre os estudantes pode gerar um aprendizado eficaz. Até 2018, a escola tinha cerca de 40 estudantes.

Para além de seu próprio empreendimento, o empresário também faz doações a outras instituições de ensino. Logo após se tornar o homem mais rico do mundo, o fundador da Tesla doou US$ 5 milhões para a plataforma de educação gratuita Khan Academy, por meio da Fundação Musk. Fundada em 2002, a organização apoia pesquisas em energia renovável, exploração espacial humana, pediatria, ciência e engenharia.

Trazendo o conceito para o mercado de trabalho, Elon Musk não exige nenhum tipo de diploma para candidatos a vagas na Tesla, chamando essa exigência de “absurda”.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.