Como funciona a tela da LG que pode ser esticada

O display protótipo “free-form” da sul-coreana, além de dobrar, é capaz de ser torcido e expandido pelo usuário
Tela que estica da LG: até 20% do corpo da tela pode ser expandido (LG/Reprodução)
Tela que estica da LG: até 20% do corpo da tela pode ser expandido (LG/Reprodução)
A
André Lopes

Publicado em 11/11/2022 às 10:44.

Última atualização em 11/11/2022 às 11:09.

Telas dobráveis já são uma realidade em smartphones como os da linha Galaxy Flip, da Samsung, e alguns poucos notebooks como o Zenbook 17 Fold, da Asus, mas as flexibilidade dos diplays ganhou um novo limite com um protótipo apresentado recentemente pela sul-coreana LG.

De acordo com a empresa, a tecnologia “free-form”, além de dobrar, é capaz de ser torcida pelo usuário. Tais ações não causam dano ou ruído na formação das imagens. Na apresentação da companhia, foi possível ver a tela ser esticada em até 20% e depois retornar a forma original.  Assim, de 12 polegadas em seu estado normal, quando esticada em sua capacidade máxima o display pode atingir 14 polegadas.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Feito com substrato especial de silício, é possível comparar o material com o qual são feitas as lentes de contato. "Ao contrário do sistema convencional de fios lineares, a estrutura do sistema com fio de mola flexível pode suportar mais de 10.000 mudanças repetitivas em sua forma, garantindo aos consumidores uma grande durabilidade e confiabilidade", disse a empresa em comunicado.

Até o momento, a tela consegue uma resolução de 100 pixels por polegada (ppi) e capacidade total de cores RGB. O display traz LEDs de 40 micrômetros como fonte de luz, prometendo uma resolução fiel mesmo em situações mais extremas.

Ainda que seja um produto de testes, as fabricantes no geral estão desenvolvendo e apostando timidamente em tecnologias de maleabilidade para telas. Recentemente, a Samsung revelou que estava trabalhando em uma tela rolável para notebooks em parceria com a Intel. E a própria LG já lançou um dispositivo com tela rolável no mercado: a OLED TV R. Custando US$ 100 mil, e com poucas unidades fabricadas, o produto se tornou um item de luxo.

VEJA TAMBÉM: