Tecnologia

Brasileiros gastam R$ 1.416 por ano em assinaturas digitais, mas 32% paga e não usa

Apps de streaming de vídeos são o foco dos gastos no país

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 6 de junho de 2024 às 13h44.

Última atualização em 6 de junho de 2024 às 13h47.

A pesquisa realizada pela Bango, empresa de monetização de canais digitais, revelou que os brasileiros gastam em média R$ 1.416 por ano em assinaturas digitais, com um tíquete mensal aproximado de R$ 118. Os dados são parte do estudo "A Guerra das Assinaturas: O Superbundling Desperta", que detalha o consumo de serviços digitais no Brasil e na América Latina, além de explorar a evolução e as oportunidades no mercado de assinaturas na região.

Às vésperas da fusão, Disney+ anuncia 10 novas séries com talentos nacionais

Os serviços de Vídeo sob Demanda se destacam como os mais populares no país, representando 86% das assinaturas. Outras categorias relevantes incluem música (52%), entrega de comida (46%), varejo (38%) e jogos eletrônicos (32%).

Confira outra dados interessantes da pesquisa:

  • A média de assinaturas no Brasil é de 3,8 por pessoa

  • 32% pagam por uma assinatura que não usam

  • 63% estão incomodados por não conseguirem gerenciar assinaturas em um só lugar 

  • Telecoms e operadoras contam com uma grande oportunidade de simplificar a gestão de assinaturas e oferecer novas opções ao consumidor

No entanto, a pesquisa indica que quase três quartos dos respondentes (73%) afirmam não conseguir pagar por todos os serviços que gostariam. Uma proporção significativa se mostra frustrada por não conseguir gerenciar todas as suas assinaturas em um único local.

A unificação de assinaturas, conhecida como Super Bundling, deve redefinir o mercado nos próximos anos. Em 2023, serviços como o Verizon +play foram lançados como um centro completo de assinaturas na América, reunindo plataformas como Netflix, Starz, Max, Paramount+ e outras. Isso permite aos consumidores escolher e gerenciar suas assinaturas de forma centralizada.

De acordo com a Bango, essa tendência é bem recebida pelos assinantes, com 73% desejando uma plataforma para gerenciar todas as suas assinaturas e 69% querendo pagar por múltiplas assinaturas através de uma única fatura mensal.

Os brasileiros mostram preferência por empresas de telecomunicações para oferecer esses serviços, com 51% indicando que gostariam que suas operadoras móveis oferecessem pacotes de Super Bundling, enquanto 28% preferem que essa funcionalidade seja oferecida por seus provedores de internet.

Além disso, quase metade dos entrevistados gostaria que seus bancos ou fornecedores de carteira digital suportassem esse tipo de serviço.

Acompanhe tudo sobre:StreamingApps

Mais de Tecnologia

Bateria de lente de contato inteligente pode ser carregada através de lágrimas

Animal ou vegetal: Nestlé aposta em startups para competir no mercado de bebidas proteicas

Instagram testa recurso que "força" exibição de anúncio no feed

Mais na Exame