App da Cabify muda e permite que você peça táxis

Fruto da parceria com a Easy, o serviço começou a ser testado em Porto Alegre, mas já chegou a São Paulo e Rio

São Paulo - Atualização em 10/01: A Cabify estendeu os testes para as cidades de São Paulo, Campinas e Santos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Canoas e Porto Alegre (RS) e Brasília.

A espanhola Cabify anunciou nesta semana que vai testar a opção de pedido de táxi comum em seu aplicativo de corrida no Brasil. A fase inicial será aplicada apenas em Porto Alegre e é limitada a usuários de contas geridas por empresas. A ação integra a parceria de mais de um ano e meio entre a Cabify e a brasileira Easy.

A Cabify avaliará a possibilidade de expandir o serviço para usuário privados e para outras cidades dentro e fora do país. Segundo a empresa em comunicado, “este é um dos movimentos estratégicos da Cabify para construir a plataforma de serviço de mobilidade líder na América Latina e na Península Ibérica e garantir que a Cabify ofereça mais serviços aos motoristas parceiros, taxistas e passageiros.”

 (Cabify/Reprodução)

Solicitação cruzada aproxima os dois serviços

A iniciativa é o primeiro passo para unir o serviço de táxi da Easy ao serviço de motoristas particulares da Cabify. A intenção é que o usuário possa comparar os preços sem sair do aplicativo, em um serviço chamado “cross request” (solicitação cruzada, em inglês). Segundo Vicente Pascual, presidente-executivo da Cabify, “o cross request garantirá mais disponibilidade de carros para passageiros e também aumento de público para motoristas parceiros e para taxistas”.

Parceria lucrativa

Com o crescimento global superior a 500% em receita bruta e solicitações de corrida, a Cabify quer avançar no mercado de aplicativos de transporte e acirrar a concorrência com a Uber e a 99. Já a Easy viu sua demanda subir mais de 60% desde que firmou a parceria, em abril de 2017. Em janeiro deste ano, a Maxi Mobility, controladora das duas empresas, anunciou um aporte de 160 milhões de dólares (500 milhões de reais) feito pelas empresas Rakuten Capital, TheVentureCity, Endeavor Catalyst, GAT Investments, Liil Ventures, WTI, além de investidores locais da Espanha e da América Latina.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.