Aplicativo de empregos faz Facebook parecer o LinkedIn

O aplicativo para contatos profissionais BranchOut implementa uma espécie de LinkedIn dentro do Facedbook

São Paulo — O BranchOut, aplicativo que começa a conquistar usuários brasileiros, implementa uma espécie de sub-rede dentro do Facebook para relacionamentos profissionais, no estilo do LinkedIn. O serviço existe deste o ano passado, mas vem crescendo de forma mais acentuada nos últimos meses.

Como acontece com outros aplicativos do Facebook, o usuário precisa apenas autorizar o acesso a seus dados na rede social para começar a usar o BranchOut,. Astutamente, o site inclui uma ferramenta que permite, à pessoa, importar seu perfil do LinkedIn, o que facilita as adesões. Instalado o aplicativo, é possível conectar-se a outros contatos do Facebook para fins de relacionamento profissional, além de pesquisar numa base de anúncios de empregos.

Nos Estados Unidos, o BranchOut já conquistou um número considerável de companhias interessadas em recrutar funcionários. Entre elas, estão nomes como Google, Apple e Bank of America. No Brasil, onde o serviço só agora começa a ganhar força, aparecem empresas como Locaweb e Groupon.

Um anúncio básico, que atinge apenas os nomes na lista de contatos, pode ser publicado de graça. Para anunciar para o público total do BranchOut, pagam-se 49 dólares. Em maio, a empresa apresentou um novo recurso, chamado Jobs Tab, que permite, às empresas, listar as vagas disponíveis em sua página institucional no Facebook. Um item específico aparece na coluna esquerda. Quando o usuário clica nele, a lista é exibida.

Segundo a própria empresa, já há 3 milhões de anúncios de empregos e 20 mil de estágios no BranchOut. São números notáveis para um serviço que existe há menos de um ano. O aplicativo é uma ameaça real ao LinkedIn, que já passa de 100 milhões de pessoas inscritas, e contribui para acrescentar mais um nicho de atuação ao já amplo leque de serviços no Facebook. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.