Tecnologia

Aplicativo coloca Twitter e Facebook em revista

Disponível para iPad, Flipboard se propõe a transformar a experiência de navegação em redes sociais

Atualizações das redes aparecem "diagramadas" na tela (.)

Atualizações das redes aparecem "diagramadas" na tela (.)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de agosto de 2010 às 09h42.

São Paulo - A empresa norte-americana Flipboard lançou nesta quarta-feira (21) um aplicativo para iPad que se propõe a mudar a experiência de navegação por redes como Facebook e Twitter. Trata-se de uma ferramenta que organiza as informações compartilhadas nesses sites em uma espécie de revista digital.

Textos, fotos e vídeos, ao invés de aparecerem "diagramados" em páginas virtuais, que podem ser folheadas com o toque sobre a tela do tablet. O destaque do aplicativo está no design, que chama a atenção. É possível personalizar o conteúdo disposto na "revista" e comandos simples permitem compartilhar informações de forma intuitiva.

"Com mais de um bilhão de mensagens postadas a cada dia, as redes sociais estão rapidamente se tornando a principal maneira que as pessoas têm de descobrir e compartilhar conteúdo na internet. O resultado disso é um enorme fluxo de mensagens e links que as pessoas precisam organizar em vários sites da simplesmente para estarem atualizadas", diz Mike McCue, presidente-executivo da Flipboard. "Acreditamos que os princípios das revistas impressas podem tornar as mídias sociais menos bagunçadas, mais atraentes visualmente e mais funcionais", explica.

O aplicativo da Flipboard, que tem o mesmo nome da empresa, pode ser baixado na loja virtual da Apple.

Confira o vídeo de divulgação do aplicativo:

Leia outras notícias sobre iPad ou sobre redes sociais
 

Acompanhe tudo sobre:AppleEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFacebookInternetiPadiPhoneRedes sociaisSoftwareTabletsTwitter

Mais de Tecnologia

TikTok avança em criação de app e algoritmo feito apenas para os EUA

A resposta da China para os bloqueios dos EUA: US$ 47 bilhões para autossuficiência em chips

Que música está tocando? Veja 5 formas de descobrir

Lei que regula pesquisa clínica com seres humanos é sancionada após nove anos de tramitação

Mais na Exame