Tecnologia

Amazon venderá tablet Kindle Fire em 170 países

A Amazon afirma que o Kindle Fire, cujo preço de lançamento no mercado dos Estados Unidos é de 159 dólares, será vendido a partir de 13 de junho em mais países


	Tablet Kindle Fire, da Amazon: a Amazon concorre com a Apple e o Google no mercado de tablets e de conteúdo online para os aplicativos.
 (Divulgação)

Tablet Kindle Fire, da Amazon: a Amazon concorre com a Apple e o Google no mercado de tablets e de conteúdo online para os aplicativos. (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de maio de 2013 às 10h08.

A gigante do varejo Amazon anunciou nesta quinta-feira que está expandindo a venda de seus tablets Kindle a mais de 170 países e a sua loja de aplicativos, Appstore, a quase 200.

"O Kindle Fire HD é o objeto número um, o mais vendido no mundo pela Amazon, desde seu lançamento e estamos felizes de que hoje esteja disponível para mais clientes de todo o mundo", afirmou Dave Limp, vice-presidente da Amazon Kindle.

A Amazon afirma que o Kindle Fire, cujo preço de lançamento no mercado dos Estados Unidos é de 159 dólares, será vendido a partir de 13 de junho em mais países. Até agora só era comercializado na Grã-Bretanha, Alemanha, França, Espanha e Japão.

Também afirmou que a Amazon Appstore - sua loja de aplicativos - agora está disponível em 200 países, oferecendo jogos, livros e outros conteúdos. A Amazon vende aplicativos para Kindle, mas também para computadores pessoais e telefones e outros dispositivos que utilizam o sistema operacional Android.

A Appstore estava disponível até agora, além dos Estados Unidos, na Grã-Bretanha, França, Itália, Espanha, China e Japão e seu lançamento estava planejado no Brasil.

A Amazon concorre com a Apple e o Google no mercado de tablets e de conteúdo online para os aplicativos.

Apesar de não publicar dados de vendas, a consultoria especializada no setor IDC afirma que a Amazon é o quarto maior vendedor no mercado de tablets, apesar de sua, até agora, limitada distribuição. Segundo suas estimativas, vendeu 1,8 milhão de unidades no primeiro trimestre do ano.

Acompanhe tudo sobre:AmazonComércioEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetKindlelojas-online

Mais de Tecnologia

NIO lança estação que realiza troca de bateria em apenas 3 minutos

Aeroportos registram queda no extravio de bagagens após implementação de novas tecnologias

Volta do presencial prejudica profissionais de tecnologia do Norte e Nordeste

IBM Consulting troca gerente geral para renovar foco em projetos de inteligência artificial

Mais na Exame