38% dos brasileiros pretendem comprar computador em 2011

Estudo realizado pela Ipsos a pedido da Intel mostra que Brasil passa por fenômeno de individualização do computador

São Paulo – Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (19) pela Intel aponta que o mercado brasileiro de computadores, sejam eles desktops, notebooks ou netbooks, continuará aquecido em 2011, apesar do interesse cada vez maior dos consumidores pelos segmentos de tablets e smartphones. Conforme o estudo, realizado pela Ipsos, 38% dos brasileiros têm intenção de comprar um computador nos próximos 12 meses.

O resultado da pesquisa, segundo a empresa, indica um movimento de individualização do PC, fenômeno que já acontece em mercados mais desenvolvidos. O levantamento foi realizado entre agosto e outubro de 2010 e entrevistou 2,5 mil pessoas residentes em 16 localidades do Brasil. A amostragem abrangeu usuários de computadores das classes A, B, C e D, com mais de 16 anos, divididos por estado de acordo com perfis demográficos.

Conforme o relatório, 58% dos domicílios do país já contam com pelo menos um computador. O índice de penetração é maior no Sudeste (66%) e menor nas regiões Norte (59%) e Nordeste (42%). Entre os estados, o Rio de Janeiro é o que tem maior penetração – 71% –, enquanto Pernambuco apresentou a taxa mais baixa, com 36%.

O Distrito Federal se destaca por ter o maior índice de pessoas que fazem uso individual de uma máquina (35,6%). Os estados que apresentaram maior índice de uso compartilhado – onde mais de uma pessoa usa um determinado equipamento – foram o Rio Grande do Sul (91,7%), Pará (91,4%) e Pernambuco (90,6%). Para Cássio Tietê, diretor de marketing da Intel Brasil, a tendência de individualização dos computadores, comum em mercados mais maduros, é o que vai guiar o crescimento do setor no futuro próximo.

Mercado aquecido

O estudo revelou ainda que 2011 deve ser um ano aquecido para o mercado de desktops e notebooks no Brasil: 38% dos entrevistados declararam a intenção de comprar um computador nos próximos 12 meses. Entre os itens desejados, o desktop está no topo da lista dos brasileiros, com 15,2% de intenção de compra – mesmo número que as TVs LCD/Plasma/3D. Notebooks aparecem com 14,3% das intenções de compra, e netbooks com 2,3%.

As regiões Nordeste e Sul do país são as que apresentam maior intenção de compras, com destaque para o Rio Grande do Sul, onde 50% dos entrevistados declarou que pretende comprar um desktop, notebook ou netbook nos próximos 12 meses. Outras regiões onde a intenção de compra é acentuada são o Paraná (44%), Bahia (31%), Ceará (36%) e Santa Catarina (34%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.