Coronavírus: Escola Luminova abre seu conteúdo online para não alunos

Rede educacional disponibiliza o acesso gratuito a sua plataforma de educação a distância para estudantes do 1º ao 9º ano do Brasil todo

Sem aulas, com as escolas fechadas por causa da pandemia de coronavírus, é um desafio manter as crianças ocupadas. Atividades escolares a distância são uma boa alternativa para entreter os pequenos, só que nem todos os colégios têm projetos online disponíveis. Para tentar ajudar, a rede de escolas Luminova decidiu abrir sua plataforma digital para todos os estudantes brasileiros do 1º ao 9º ano a partir desta quarta-feira, 25. 

A rede já possuía uma infraestrutura tecnológica com atividades e vídeos para os seus 2.500 alunos consumirem em casa. Desde quinta-feira passada, quando a Luminova suspendeu as aulas presenciais, os professores estão se dedicando a alimentar a plataforma com conteúdo novo.

Ao perceber que nem todas as escolas poderiam adotar um modelo a distância rapidamente, a rede decidiu ajudar liberando o acesso para não alunos. “É uma forma da gente contribuir nesse momento que é difícil para tanta gente”, diz o diretor geral da Luminova, Nathan Schmucler. 

As crianças e jovens que quiserem acessar o conteúdo devem solicitar um login no site da instituição a partir desta quarta. Depois, os dados de acesso serão enviados por e-mail e aí será possível acessar os vídeos, publicações e atividades pensadas pelos professores para cada idade, de acordo com as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular. 

“Queremos contribuir com o processo de aprendizagem contínua mesmo nesse momento de suspensão das aulas. Facilitar a vida do pai e da mãe que não quer deixar a criança 100% do tempo no vídeo game ou na televisão”, diz Schmucler. 

Na plataforma, não há interação em tempo real com os professores, mas um coordenador fica disponível para tirar dúvidas técnicas sobre o sistema. Os questionamentos pedagógicos deverão ser feitos em um fórum, onde os professores tem até 24 horas para responder os alunos. 

História da rede

A Luminova foi lançada em 2019 pelo Grupo SEB para atender as classes B e C. As mensalidades ficam na casa de 600 reais, buscando atender aos mais de 30 milhões de alunos nessa faixa de renda — mais de 60% da população em idade escolar no Brasil.

Até agora a Luminova inaugurou quatro colégios, sendo três na capital paulista e um em Sorocaba, no interior do estado. O modelo de negócio foi replanejado para que a expansão possa acontecer no modelo de franquia. A meta é buscar sócios ao longo dos próximos três anos para chegar em 2023 com 60 escolas operando no Brasil. 

O Grupo SEB é um dos maiores de educação básica do país, tendo aproximadamente 50 mil alunos próprios e em torno de 60 mil em escolas parcerias. Além dos colégios de mesmo nome, o grupo é dono da rede Esfera e controla, por exemplo, a operação da escola canadense Maple Bear no Brasil.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.