Acompanhe:

Bits: startup que digitaliza jurídico de empresas atrai Bossanova e Shark

A Bits Academy quer facilitar o dia a dia de departamentos jurídicos com a digitalização; empresa captou R$ 1,5 da Bossanova e da Shark Tank Carol Paiffer

Modo escuro

Continua após a publicidade
Documentos: Bits Academy quer tornar papelada "amigável" para os departamentos jurídicos (Jorg Greuel/Getty Images)

Documentos: Bits Academy quer tornar papelada "amigável" para os departamentos jurídicos (Jorg Greuel/Getty Images)

M
Maria Clara Dias

Publicado em 23 de março de 2022 às, 10h00.

Última atualização em 23 de março de 2022 às, 15h36.

A Bits Academy, startup de transformação digital, quer solucionar uma das principais dores de empresas de diferentes portes: a lentidão e burocracia dos departamentos jurídicos, acostumados a lidar com muitos documentos. Para isso, criou um sistema que torna os documentos mais amigáveis, um modelo chamado de legal design. Agora, a empresa acaba de receber um aporte de 1,5 milhão de reais em uma rodada envolvendo o fundo Bossanova e a Shark Tank Carol Paiffer.

Participe do Ranking Negócios em Expansão e esteja entre as empresas que conquistaram mais mercados em 2022

Fundada em 2019 por Erik Nybo e Mariana Moreno, a empresa quer popularizar o legal design, uma espécie de nova mentalidade para o departamento jurídico, a partir da necessidade de empresa de correrem por fora para terem processos mais digitais — uma realidade comum desde o início da pandemia de covid-19. No seu primeiro ano de vida e embalada por essa corrida em favor da tecnologia, a Bits Academy faturou 1,3 milhão de reais.

“No momento em que a pandemia começou, tínhamos apenas 3 meses de empresa. Já víamos o movimento de transformação digital como algo positivo. Com a pandemia, isso se tornou uma necessidade”, diz Erik Nybo, CEO da Bits.

A percepção da empresa, porém, é que tecnologia, sozinha, não basta. Com a digitalização batendo à porta, o legal design ficou mais popular ao ensinar funcionários sobre como melhorar a lida com documentos, usando design e técnicas de experiência do usuário (user experience) para deixar a burocracia de lado e os papéis mais "atraentes". Como resultado, há uma melhoria na satisfação dos clientes, nas vendas e no bem-estar dos funcionários das empresas, segundo Moreno.

De olho nessas oportunidades, empresas como Carrefour e Cogna já são clientes da Bits. Agora, a startup vai lançar a sua primeira plataforma de legal design, com foco na criação de documentos melhores para as empresas.

Últimas Notícias

Ver mais
De café de açaí ao couro de peixe: os negócios que nascem a partir de resíduos que iriam para o lixo
seloNegócios

De café de açaí ao couro de peixe: os negócios que nascem a partir de resíduos que iriam para o lixo

Há 2 dias

Confira 6 projetos para sua startup decolar com inscrições abertas em março
seloNegócios

Confira 6 projetos para sua startup decolar com inscrições abertas em março

Há 2 dias

20 milhões para investir: o que Ace Ventures procura na nova safra de startups
seloNegócios

20 milhões para investir: o que Ace Ventures procura na nova safra de startups

Há 3 dias

Como uma mãe de 50 anos criou uma startup de US$ 1,3 bilhão
seloNegócios

Como uma mãe de 50 anos criou uma startup de US$ 1,3 bilhão

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais