Negócios

Wuhan Iron e ArcelorMittal vão expandir atuação em minério de ferro

A Wuahn Iron já anunciou diversos acordos para adquirir participação em mineradoras de minério de ferro, incluindo na brasileira MMX

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h47.

Pequim - A Wuhan Iron & Steel anunciou que vai adquirir ou investir em diversos projetos de mineração em conjunto com a ArcelorMittal, maior siderúrgica mundial em termos de produção.

A divisão de mineração da ArcelorMittal fará uma lista de projetos que as duas companhias poderão explorar conjuntamente, investir ou adquirir o mais rápido possível, segundo comunicado da companhia chinesa publicado em seu site.

A Wuhan Iron não identificou quais projetos de mineração podem estar envolvidos nos planos, limitando-se a informar que serão principalmente minas de minério de ferro.

A Wuahn Iron, que depende de importações para 85% de suas necessidades do recurso, tem se expandido ativamente no exterior nos últimos anos e já anunciou diversos acordos para adquirir participação em mineradoras de minério de ferro, incluindo na brasileira MMX e na australiana Centrex Metals, como parte de sua estratégia de diversificar o suprimento de matéria-prima.

A ArcelorMittal, que assegurou um fornecimento anual de 51 milhões de toneladas de minério de ferro ao adquirir minas no Canadá, Estados Unidos, Brasil e Ucrânia, planeja expandir sua capacidade de produção de minério de ferro para 100 milhões de toneladas até 2015, de acordo com o comunicado.

A iniciativa de cooperação foi anunciada após visita do diretor do grupo de mineração da ArcelorMittal, Peter Kukielski, à Wuhan Iron, em 12 de agosto. Uma porta-voz da ArcelorMittal confirmou a ida de Kukielski à Wuhan Iron, mas não forneceu mais informações.

Os planos foram divulgados em um cenário no qual as principais siderúrgicas estão aumentando os esforços para assegurar o fornecimento de minério de ferro, uma vez que os preços do recurso estão quase duas vezes mais altos do que no ano passado. As informações são da Dow Jones.

Leia mais notícias sobre Mineração

Siga as notícias de Negócios no Twitter

Acompanhe tudo sobre:ArcelorMittalEmpresasIndústriaMineraçãoMMXSiderurgiaSiderurgia e metalurgiaSiderúrgicas

Mais de Negócios

Shopee ultrapassa Amazon e se torna segundo e-commerce mais acessado do Brasil em maio; veja a lista

Por que a Cimed está disposta a pagar R$ 450 milhões pela Jequiti

Com solução para quem enfrenta o câncer, a Oncoclínicas&Co é eleita uma das Melhores do ESG

Empresa do Paraná que ajuda na cobrança de dívidas compra startup de Natal e mira R$ 100 milhões

Mais na Exame