Vale é acusada de negligência em Moçambique

uman Rights Watch acusou mineradora de "deficiências graves" no reassentamento de comunidades para abrir caminho para minas de carvão

Maputo – O grupo de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch acusou nesta quinta-feira o governo de Moçambique e cinco mineradoras estrangeiras, incluindo a Vale, de “deficiências graves” no reassentamento de comunidades para abrir caminho para minas de carvão, deixando milhares de pessoas sem condições adequadas de moradia, alimentação e fonte de renda.

Em um relatório sobre o impacto social do boom da mineração no país africano, o grupo nova-iorquino informou a difícil situação de mais de 2.000 famílias deslocadas para abrir caminho para as minas de carvão bilionárias da Vale e da Rio Tinto.

Famílias na província de Tete têm enfrentado “interrupções significativas e persistentes para acesso a alimentos, água e trabalho” desde que foram reassentadas entre 2009 e 2011, disse o relatório.

A Vale e a Rio Tinto, que tem sede em Londres, investiram cerca de 10 bilhões de dólares em minas na região.

A província do Tete, localizada no rio Zambeze, tem um número estimado de 23 bilhões de toneladas de carvão, umas das maiores reservas inexploradas do mundo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.