Negócios

Vale confirma que minério que afundou no Atlântico era da empresa

A empresa informou ainda que a carga estava sendo direcionada para um pátio de estocagem/blendagem na China

Vale: a mineradora disse ainda em nota que o produto tem cobertura de seguro (Rich Press/Bloomberg)

Vale: a mineradora disse ainda em nota que o produto tem cobertura de seguro (Rich Press/Bloomberg)

R

Reuters

Publicado em 3 de abril de 2017 às 15h56.

São Paulo - A mineradora Vale informou nesta segunda-feira que uma carga de 260 mil toneladas de finos de minério de ferro, que estava em um cargueiro que afundou na costa do Uruguai, na sexta-feira, pertencia à companhia, confirmando informações do sistema de rastreamento de navios da Thomson Reuters.

A empresa informou ainda que a carga estava sendo direcionada para um pátio de estocagem/blendagem na China. A Vale disse ainda em nota à Reuters que o produto tem cobertura de seguro.

Questionada sobre se haveria necessidade de declaração de força maior, a Vale informou que o produto ainda não havia sido comercializado, ou seja, ainda pertencia à mineradora brasileira.

Acompanhe tudo sobre:Minério de ferroVale

Mais de Negócios

Os engenheiros da saúde: como essa startup quer evitar perdas financeiras nos hospitais

IBM aposta em padrões abertos para incentivar o uso em escala da IA

Como a Renova Invest se mantém entre as melhores assessorias há 5 anos

Para além da Heineken na hora do aperto: o Rappi Turbo quer virar o seu próximo mercadinho de bairro

Mais na Exame