Negócios

TAM vai reduzir operações no país e estima demissões

A medida, segundo a TAM, não afetará os destinos, uma vez que não deixará de operar voos para nenhuma das localidades servidas por ela


	Estimativa da TAM é de que também haja demissões, com redução de até 2% no seu quadro
 (Pilar Olivares/Reuters)

Estimativa da TAM é de que também haja demissões, com redução de até 2% no seu quadro (Pilar Olivares/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de julho de 2015 às 16h34.

São Paulo - A companhia aérea TAM anunciou hoje (20) que vai reduzir suas operações no mercado doméstico em até 10%. Segundo a companhia, a estimativa é de que também haja demissões, com redução de até 2% no seu quadro.

“Não haverá impacto nas equipes de tripulação, dado os planos de crescimento de médio prazo. A companhia dará apoio aos colaboradores impactados por meio de consultorias especializadas em recolocação profissional”, diz a companhia por meio de nota.

A medida, segundo a TAM, não afetará os destinos, uma vez que não deixará de operar voos para nenhuma das localidades servidas por ela.

“A TAM está tomando esta medida para enfrentar um contexto econômico difícil no Brasil. Por isso se faz necessário buscar ajustes de malha sem prejudicar a conectividade dos nossos passageiros e fortalecendo ainda mais nossa competitividade no país”, segundo Claudia Sender, presidente da companhia.

Em maio, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) já apontava para uma estagnação da demanda doméstica do setor, registrando crescimento de apenas 1% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

“O cenário que temos descrito desde o segundo semestre de 2014 segue inalterado. Com menos negócios sendo fechados no país, se reduzem as viagens de trabalho e a aviação perde um público importante em quantidade e qualidade de receitas”, disse Eduardo Sanovicz, presidente da entidade, na época.

Acompanhe tudo sobre:AviaçãoAviõescompanhias-aereasDemissõesDesempregoEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasgestao-de-negociosMercado financeiroServiçosSetor de transporteTAMTransportesVeículos

Mais de Negócios

O bilionário de 80 anos que ficou US$ 40 bilhões mais rico num ano – e US$ 2,8 bi mais rico em 24h

Como o chef João Diamante está ajudando a mudar o mundo por meio da alimentação

Carrefour inaugura primeiro Atacadão na França

RS precisa de lei de incentivo à reconstrução similar à da cultura, diz empresário gaúcho

Mais na Exame