Statoil tem prejuízo maior no 4º tri e corta investimentos

Por volta das 9h30 (de Brasília), as ações da Statoil operavam em forte alta, de 8,5%, na Bolsa de Oslo

Oslo - A petrolífera norueguesa Statoil anunciou hoje que teve prejuízo líquido de 9,2 bilhões de coroas norueguesas (US$ 1,08 bilhão) no quarto trimestre de 2015, maior do que a perda de 8,9 bilhões de coroas registrada em igual período do ano anterior.

O resultado frustrou a expectativa dos analistas, que previam lucro de 3,83 bilhões de coroas.

A Statoil, que enfrenta a queda dos preços do petróleo, atribuiu a ampliação do prejuízo à fraqueza na receita e ao aumento de baixas contábeis e provisões.

Na mesma comparação anual, a receita caiu 7,3% no último trimestre, a 109,2 bilhões de coroas, ficando abaixo da projeção do mercado, que era de 117,82 bilhões de coroas.

A empresa registrou 10,1 bilhões de coroas em baixas contábeis entre outubro e dezembro, principalmente em operações internacionais, e fez provisões no total de 4,8 bilhões de coroas.

A Statoil também informou que irá reduzir investimentos de capital em quase 12% este ano, para US$ 13 bilhões, e ampliar seu programa de redução de custos, mas manterá o pagamento de dividendos.

Por volta das 9h30 (de Brasília), as ações da Statoil operavam em forte alta, de 8,5%, na Bolsa de Oslo. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também