Negócios

Société Générale tem alta de 20% no lucro do 4º trimestre

O lucro do Société foi favorecido por um ganho de 147 milhões de euros relacionado à venda de uma participação de 20% na gestora de ativos Amundi


	Societe Generale: o lucro foi favorecido por um ganho de 147 milhões de euros relacionado à venda de uma participação de 20% na gestora de ativos Amundi
 (Pascal Le Segretain/Getty Images)

Societe Generale: o lucro foi favorecido por um ganho de 147 milhões de euros relacionado à venda de uma participação de 20% na gestora de ativos Amundi (Pascal Le Segretain/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de fevereiro de 2016 às 08h14.

Paris - O banco francês Société Générale divulgou hoje que teve lucro líquido de 656 milhões de euros (US$ 739 milhões) no quarto trimestre de 2015, 20% maior que o ganho de 549 milhões de euros obtido em igual período do ano anterior.

Na mesma comparação, a receita caiu 1%, a 6,05 bilhões de euros.

O lucro do Société foi favorecido por um ganho de 147 milhões de euros relacionado à venda de uma participação de 20% na gestora de ativos Amundi, em oferta pública realizada no ano passado.

Por outro lado, o Société alertou que pode ter dificuldades de cumprir este ano a meta de retorno sobre o patrimônio (RoE, na sigla em inglês) de 10%, "diante dos atuais ventos desfavoráveis", como a volatilidade dos mercados financeiros e a regulação mais severa do setor bancário.

O Société também elevou suas provisões totais para assuntos legais em 400 milhões de euros, a 1,7 bilhão de euros. O banco está sob investigação nos EUA, por ter supostamente desrespeitado sanções.

Por volta das 8h15 (de Brasília), as ações do Société operavam em forte queda, de 14,2%, na Bolsa de Paris.

As operações de varejo do Société tiveram lucro de 315 milhões de euros no trimestre, alta de 27% em relação a um ano antes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:BancosEmpresas francesasEuropaFinançasFrançaPaíses ricosSociété Générale

Mais de Negócios

40 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Ele cansou de trabalhar em telecom. Agora, faz mais de R$ 1 mi com franquia de serviços automotivos

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Mais na Exame