Negócios

Receita da AccorHotels sobe 9,5% no 1º trimestre

Receita do grupo francês chegou a 633 milhões de euros, marcado por bons resultados na Europa e na Ásia e por retomada de crescimento no Brasil

AccorHotels: grupo vem cortando custos, expandindo atuação no mercado de luxo e investindo em novas áreas (Loic Venance/AFP)

AccorHotels: grupo vem cortando custos, expandindo atuação no mercado de luxo e investindo em novas áreas (Loic Venance/AFP)

R

Reuters

Publicado em 18 de abril de 2018 às 15h52.

O AccorHotels, maior grupo hoteleiro da Europa, divulgou nesta quarta-feira um aumento de 9,5 por cento na receita do primeiro trimestre, impulsionado por negócios sólidos na Europa e na Ásia, enquanto o crescimento foi retomado no Brasil.

A companhia francesa, que conta com mais de 4.000 hotéis, desde o luxuoso Sofitel até a marca Ibis, disse que a receita do primeiro trimestre chegou a 633 milhões de euros (783,65 milhões de dólares).

A cifra é 9,5 por cento maior comparação anual, excluindo aquisições e efeitos cambiais.

A AccorHotels vem cortando custos, expandindo atuação no mercado de luxo e investindo em novas áreas, como serviços de concierge, para impulsionar o crescimento e combater os crescentes desafios impostos por empresas como o Airbnb e agências de viagens online.

No mês passado, a empresa concordou em vender 55 por cento de seus negócios imobiliários AccorInvest para um grupo de investidores soberanos e institucionais.

A AccorHotels confirmou que o acordo deve ser fechado antes do final do segundo trimestre.

Acompanhe tudo sobre:AccorHotéisHotelaria

Mais de Negócios

OPINIÃO: Na lama da tragédia, qual política devemos construir?

Conheça a Rota das Artes, o novo roteiro turístico de Minas Gerais

Fabricio Bloisi deixa operação do iFood para assumir comando de grupo de investimentos Prosus

Conheça a CEO que nunca descansa, nem cobra salário – isso porque ela é uma inteligência artificial

Mais na Exame