Negócios

Promon Tecnologia anuncia fusão com empresa do Reino Unido

A britânica Logicalis deterá 70% da parceria; intenção é dobrar o faturamento em dois anos

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 2 de junho de 2011 às 17h38.

A Promon Tecnologia anunciou, nesta segunda-feira (17/3), um acordo de fusão com a britânica Logicalis Group. Será criada uma nova empresa, a Promon Logicalis Latin America, da qual os brasileiros deterão 30% e os novos sócios, 70%. A nova companhia nasce com um valor de mercado de 120 milhões de dólares. Para entrar na sociedade, a Logicalis desembolsou 77 milhões de dólares em dinheiro e ações.

Apesar de os britânicos deterem a maioria do capital da nova empresa, a Promon Tecnologia entrará com a maior parte do faturamento. No ano passado, a brasileira gerou uma receita de cerca de 140 milhões de dólares, ante 50 milhões da Logicalis na América Latina - no mundo todo, os britânicos angariaram 1 bilhão de dólares.

Com foco na América Latina, a nova empresa tem planos ambiciosos de expansão no médio prazo. O faturamento previsto para este ano é de 250 milhões de dólares. "Queremos dobrar a receita e atingir 500 milhões de dólares até 2010", afirma Luís Eduardo Sym Cardoso, atual diretor geral da Promon Tecnologia e futuro presidente da Promon Logicalis Latin America.

Para concretizar a meta, a Promon Logicalis vai aposta em um leque de estratégias. O primeiro é o crescimento vegetativo do negócio, estimado em 20% ao ano. A diferença entre esse desempenho e a meta de dobrar o volume de negócios em dois anos será preenchida por aquisições e a expansão para outros países.

Cardoso prefere não revelar quanto será investido em compras, nem o perfil das empresas estudadas. O executivo também não adianta em que países a parceria pretende atuar. Atualmente a Logicalis mantém negócios na Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Peru e Brasil. A Promon Tecnologia atua apenas no Brasil.

Diversificação

A Promon Tecnologia é uma das principais integradoras de soluções para o setor de telecomunicações no Brasil e grandes corporações. Em 2007, sua receita foi de 270 milhões de reais. Seu portfólio de serviços abrange consultoria, integração e manutenção de sistemas, entre outros. Já a Logicalis possui uma boa presença no mercado de corporações médias e data Center - uma das áreas mais aquecidas para os integradores de tecnologia. "Além disso, muitos clientes passaram a pedir cotações e serviços não só para o Brasil, mas para pacotes regionais", afirma Cardoso.

Uma das áreas em que a nova empresa deseja crescer mais é o de clientes corporativos. Neste ano, a Promon Logicalis espera faturar 70 milhões de reais somente neste segmento. Outro mercado em que a companhia quer avançar é o governamental. Segundo Cardoso, a expectativa é crescer 300% ao ano na oferta de tecnologias para compras via internet. Em 2008, esse mercado deve render de 3 a 4 milhões de reais. "Queremos chegar a 10 milhões de reais nessa área", diz o executivo.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasFusões e AquisiçõesPromon

Mais de Negócios

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Polishop

Fernando Goldsztein: Toda a ajuda é pouca para os atingidos pelas enchentes do RS

Rodízio caro: rede de restaurantes Red Lobster pede recuperação judicial com dívida de US$ 1 bilhão

A startup que pretende usar um fundo de R$ 150 milhões para salvar negócios no Rio Grande do Sul

Mais na Exame