Negócios

Programador é condenado por roubar códigos do Goldman Sachs

Ele foi pego pelo FBI enquanto baixava programas de transação de alta frequência para seu computador pessoal.

Traders do Goldman Sachs (Brendan McDermid/Reuters)

Traders do Goldman Sachs (Brendan McDermid/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de maio de 2015 às 15h19.

São Paulo - Um ex-programador do banco de investimento Goldman Sachs foi condenado nesta sexta-feira (1) pelo estado de Nova York por roubar códigos de seu antigo empregador.

Sergey Aleynikov, de 45 anos, foi pego pelo FBI enquanto baixava programas de transação de alta frequência para seu computador pessoal.

Ele havia deixado o emprego no banco em 2009 para abrir uma startup que desenvolvia produtos na mesma área, de algoritmos capazes de realizar transações financeiras em frações de segundo, sem a participação de humanos.

O programador foi personagem do livro Flash Boys, sobre o mercado de transações de alta frequência nos Estados Unidos, e já havia sido condenado em uma corte federal.

Aleykinikov foi declarado culpado por duplicação ilegal. Os advogados do programador ainda podem recorrer da sentença, que pode colocá-lo na prisão por até quatro anos.

Acompanhe tudo sobre:Bancosbancos-de-investimentoEmpresasEmpresas americanasGoldman SachsMetrópoles globaisNova YorkProgramadores

Mais de Negócios

Startup brasileira quer usar hemogramas e IA para acelerar diagnóstico do câncer de mama

A rota da KLM para transformar viagens em conexões inesquecíveis

Lembra dela? TecToy volta a apostar no mercado game e lança computador, acessórios e até jogos

Giovanna Antonelli, Caio Castro, Deborah Secco e mais: conheça franquias com sócios famosos

Mais na Exame