Negócios

Previ injeta capital na Sauípe e pode vender o negócio

O Complexo Hoteleiro de Sauípe, principal ativo da Sauípe, tem acumulado sucessivos prejuízos nos últimos anos

Sauípe: em 2015, a Sauípe teve prejuízo líquido de 23,3 milhões de reais, ante perda de 22,6 milhões de reais um ano antes (Viagem e Turismo / Marco Maia)

Sauípe: em 2015, a Sauípe teve prejuízo líquido de 23,3 milhões de reais, ante perda de 22,6 milhões de reais um ano antes (Viagem e Turismo / Marco Maia)

R

Reuters

Publicado em 24 de novembro de 2016 às 21h04.

São Paulo- A Sauípe, que administra um complexo turístico no litoral norte da Bahia, informou nesta quinta-feira que sua controladora, a Previ, fará um aumento de capital de 11,8 milhões de reais e que contratou um assessor financeiro para ajudá-la a encontrar alternativas estratégicas para o negócio.

O Complexo Hoteleiro de Sauípe, principal ativo da Sauípe, tem acumulado sucessivos prejuízos nos últimos anos, enquanto a Previ, caixa de previdência dos funcionários do Banco do Brasil tem tentado melhorar a gestão do negócio antes de vendê-lo.

Em 2015, a Sauípe teve prejuízo líquido de 23,3 milhões de reais, ante perda de 22,6 milhões de reais um ano antes.

Acompanhe tudo sobre:PreviSauípe

Mais de Negócios

“Vamos investir 800 milhões de dólares para transição de veículos elétricos”, diz CEO global do Uber

Universidade aposta em software com IA para aumentar a segurança no campus

Sebrae promove evento gratuito sobre sustentabilidade para pequenos negócios. Inscreva-se

Os CEOS mais bem pagos em 2023 nos EUA

Mais na Exame