Negócios

Presidente da Vale admite discutir preços diferentes com os clientes

Murilo Ferreira, presidente da Vale, afirma porém que não pretende mudar o sistema de preços

Embarque da Vale: crise global derruba preço do minério de ferro (Agência Vale/Divulgação)

Embarque da Vale: crise global derruba preço do minério de ferro (Agência Vale/Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de outubro de 2011 às 14h17.

São Paulo – O presidente da Vale, Murilo Ferreira, admitiu hoje que a empresa pode discutir preços diferentes com os clientes. A declaração foi dada a jornalistas em Brasília, segundo a agência Bloomberg.

Nesta manhã, o jornal chinês Eco Info Daily informou que a Vale vai reduzir o preço do minério de ferro para as siderúrgicas chinesas. O preço baixaria de 175 dólares por tonelada para 160 dólares. A decisão atendeu à solicitação das siderúrgicas da China e deve ser seguida por suas rivais Rio Tinto e BHP Billiton.

Aos jornalistas, Ferreira afirmou que não há alteração nas vendas de minério para a China. O executivo também informou que não vai mudar o sistema de preços do minério de ferro.

Pressão mundial

Nesta semana, circularam informações na imprensa de que a Vale estaria disposta a adotar um sistema de negociação de curto prazo. A medida atenderia à pressão das siderúrgicas chinesas, já que, com a crise global, o preço do minério de ferro vem caindo no mercado à vista.

Nesta terça-feira, o preço do minério caiu para o menor patamar desde 3 de novembro do ano passado no porto chinês de Tianjin, chegando a 150,3 dólares por tonelada. Em setembro, o minério para entrega imediata viu seu preço recuar 15%, diante do temor de que a economia chinesa desacelere.

O presidente da Vale declarou, porém, que não “deseja” vender o minério com base no preço spot (à vista), segundo a Bloomberg.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasExecutivosExecutivos brasileirosIndústriaMineraçãoMurilo FerreiraSiderúrgicasValeVendas

Mais de Negócios

Anderson Silva fará última luta em solo brasileiro neste sábado; veja como acompanhar

Já reiniciou? Após mais de R$ 22 mi, startup do 'modem inteligente' começa a operar fora do país

Franquia ou um negócio próprio: qual compensa mais? Especialista tem a resposta

Como uma startup organizou uma vaquinha de R$ 76 milhões para o Rio Grande do Sul

Mais na Exame