Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloNegócios

Pouco afetada por falta de chip, Toyota reabre 3º turno em Sorocaba

A fábrica emprega atualmente 2,34 mil funcionários e já teve três turnos de trabalho entre novembro de 2018 e junho de 2019

Modo escuro

Continua após a publicidade
TOYOTA: o grupo paralisará suas atividades pelo menos até 25 de outubro. (Pierre Albouy/Reuters)

TOYOTA: o grupo paralisará suas atividades pelo menos até 25 de outubro. (Pierre Albouy/Reuters)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 3 de setembro de 2021 às, 09h42.

Pouco afetada pela crise dos semicondutores, a Toyota vai reabrir o terceiro turno de trabalho na fábrica de Sorocaba (SP) a partir de janeiro. Para operar em jornada de 24 horas, a empresa contratará 450 funcionários ao longo deste mês. Mais 50 vagas serão geradas em outras unidades do grupo e 350 na cadeia de 11 fornecedores da região.

Com mais uma equipe, a fábrica ampliará sua capacidade de produção dos atuais 122 mil veículos para 152 mil por ano. A unidade produz os modelos Yaris, Etios (para exportação) e Corolla Cross - primeiro utilitário-esportivo da marca fabricado no País, lançado em março. O SUV tem versão híbrida/flex - roda com energia e gasolina ou etanol e é comercializado em 22 países da região.

A fábrica emprega atualmente 2,34 mil funcionários e já teve três turnos de trabalho entre novembro de 2018 e junho de 2019.

Segundo o presidente da Toyota do Brasil, Rafael Chang, a medida vai atender à crescente demanda por produtos da marca no Brasil e na América Latina - em especial do Corolla Cross - e faz parte da estratégia de crescimento sustentável da empresa e de seu comprometimento com o País, apesar dos desafios que toda a indústria enfrenta por causa da pandemia.

"Trabalhamos duro para criar esse momento importante da história da Toyota no Brasil. Ele está sendo possível graças à integração que fizemos com colaboradores, sindicato, fornecedores, concessionários e governo”, afirma Chang, em nota. "Além disso, tenho certeza de que esses 850 empregos diretos e indiretos impactarão positivamente a sociedade brasileira nesse período tão delicado que todos vivemos.”

Na terça-feira, o grupo Caoa também anunciou a volta do segundo turno, a partir desta semana, na fábrica de Anápolis (GO), que produz modelos da Hyundai e da Chery. O grupo contratou 385 funcionários nas últimas semanas.

"Temos muito orgulho, como uma montadora 100% nacional, em seguir investindo no Brasil”, disse, em nota, o presidente da Caoa, Mauro Correia. "Só neste ano, houve a criação de 789 novos postos de trabalho diretos, e esperamos realizar novas contratações nos próximos dias.”

A unidade produz os SUVs da linha Caoa Chery Tiggo 5X, Tiggo 7 e Tiggo 8, os modelos Hyundai IX35 e New Tucson e os comerciais Hyundai HR e HD80.

Eletrificados

Com o aumento da produção, informa a Toyota, a unidade de Sorocaba se consolidará como maior produtora de veículos eletrificados da América Latina, "em mais um passo na busca pela massificação de tecnologias mais limpas e consequente avanço no compromisso de neutralidade de carbono na região”.

A companhia japonesa tem fábricas em Indaiatuba (onde faz o sedã Corolla também em versão híbrida), Porto Feliz (motores) e São Bernardo do Campo (componentes), todas em São Paulo. Ao todo, emprega 5,33 mil funcionários.

A Toyota informa que estudos realizados por ela apontam que o carro híbrido flex, quando abastecido com etanol, possui um dos mais altos potenciais de abatimento de emissão de CO2, levando em conta o ciclo de vida do etanol, desde que é extraído da cana-de-açúcar.

A fábrica de Sorocaba foi inaugurada há nove anos, com investimentos de US$ 600 milhões. Desde então, passou por dois ciclos de aportes. O primeiro, em janeiro de 2015, de R$ 1 bilhão, para aumentar a capacidade produtiva dos originais 74 mil veículos anuais para 108 mil. Em 2019, recebeu mais R$ 1 bilhão para modernização das instalações para a produção do Corolla Cross.

Últimas Notícias

Ver mais
Ele tinha uma missão: tirar o milkshake do lugar de coadjuvante. Agora, fatura R$ 210 milhões

seloNegócios

Ele tinha uma missão: tirar o milkshake do lugar de coadjuvante. Agora, fatura R$ 210 milhões

Há 20 horas

Justiça dos EUA aceita parte de pedido da Gol, que acusa Latam de tentar tomar aviões e pilotos

seloNegócios

Justiça dos EUA aceita parte de pedido da Gol, que acusa Latam de tentar tomar aviões e pilotos

Há 21 horas

Morre aos 97 anos Luiza Trajano Donato, fundadora do Magazine Luiza

seloNegócios

Morre aos 97 anos Luiza Trajano Donato, fundadora do Magazine Luiza

Há um dia

Stanley inaugurou a sua primeira loja no Sul do país. Qual é o modelo para abrir unidades da marca?

seloNegócios

Stanley inaugurou a sua primeira loja no Sul do país. Qual é o modelo para abrir unidades da marca?

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas
EXAME Agro

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais