Negócios
Acompanhe:

Petz vende ração e coleira em máquinas no metrô

Petz começa a vender seus produtos de marca própria em máquinas em estações do metrô. Shoppings centers e outros pontos de venda são estudados

 (damedeeso/Getty Images)

(damedeeso/Getty Images)

M
Marina Filippe

20 de outubro de 2020, 13h13

A rede de petshop Petz começa a vender seus produtos em máquinas em estações do metrô. A iniciativa é uma parceria com a Casa Group, que é especializada nesse tipo de operação. Inicialmente, as máquinas serão abastecidas com produtos de marca própria e, a partir da experiência ao longo dos meses, a oferta pode ser ampliada.

Desde a última semana os usuários do metrô de São Paulo já puderam encontrar com uma nova opção de compra de snacks de diversos tamanhos e portes, coleiras, shampoos, dentre outras opções para cuidar do animal estimação. A primeira máquina foi instalada na estação Trianon Masp.

"Estamos em busca de novas soluções na jornada de compras dos nossos clientes. As máquinas facilitam o acesso aos produtos e funcionam como vitrines da marca em pontos de alto fluxo", afirma Luciano Sessim, diretor comercial e marketing da Petz.

 

Segundo o executivo, o conceito de autoconsumo deixa ainda mais evidente a necessidade de novas alternativas de inovação e conforto para o público. "O consumidor que não encontrar o produto desejado pode recorrer à leitura de QRCode na máquina para baixar o aplicativo da Petz", diz.

Com mapeamento de outros pontos como condomínios, shopping e aeroportos a Petz entende que a tendência é tornar o processo de compra cada vez mais fluido e acessível.

Quer saber mais sobre empresas de varejo e e-commerce? Conheça a EXAME Research, com relatórios das principais empresas do setor.

Quer saber mais sobre empresas de varejo e e-commerce? Conheça a EXAME Research, com relatórios das principais empresas do setor.