Negócios

Petrobras assina acordo para venda de fatia no campo de Frade à PetroRio

Segundo a petroleira, total de US$ 100 mi será pago em duas parcelas: US$ 7,5 mil na assinatura do acordo e US$ 92,5 mi no fechamento da transação

Petrobras: estatal vendeu participação no campo de Frade, localizado no Rio de Janeiro (Germano Lüders/Exame)

Petrobras: estatal vendeu participação no campo de Frade, localizado no Rio de Janeiro (Germano Lüders/Exame)

R

Reuters

Publicado em 28 de novembro de 2019 às 19h39.

Última atualização em 28 de novembro de 2019 às 19h50.

São Paulo — A Petrobras assinou contrato com a PetroRio nesta quinta-feira para a venda de 30% do campo de Frade, na Bacia de Campos (RJ), por 100 milhões de dólares, informou a estatal em fato relevante, para a petroleira brasileira independente PetroRio, que passará a deter 100% do ativo, informaram ambas as empresas em fato relevante ao mercado.

Além da fatia no campo, o negócio também incluiu a venda da totalidade da participação detida pela Petrobras na FradeBV, empresa proprietária dos ativos "offshore", utilizados no desenvolvimento da produção de Frade.

Segundo as companhias, o valor será pago em duas parcelas: uma de 7,5 milhões de dólares na assinatura do acordo e outra de 92,5 milhões de dólares no fechamento da transação. Há ainda um montante de 20 milhões de dólares contingente a uma potencial nova descoberta no campo.

A venda faz parte de um plano bilionário de venda de ativos em curso pela Petrobras, que busca levantar recursos para focar nas áreas de maior rentabilidade, em águas profundas e ultraprofundas, especialmente no pré-sal, assim como reduzir sua enorme dívida.

"Seguimos realizando a gestão ativa do nosso portfólio... Em paralelo, a participação de novos atores nos projetos de exploração e produção dinamiza e fortalece o setor de óleo e gás no país", disse em nota a gerente-executiva de Gestão de Portfólio da Petrobras, Ana Paula Saraiva.

Já a PetroRio destacou que a aquisição permite à companhia executar um plano de revitalização da área e se beneficiar integralmente da rentabilidade de iniciativas para redução de custo e aumento de produção do ativo.

"Com esta transação, a PetroRio reafirma sua estratégia de crescimento por meio de aquisição de ativos em produção, que se enquadram nos três pilares de geração de valor para a companhia, denominados como Tecnologia C.R.P. (Custos, Reservatórios, Produção)", disse em nota o presidente da PetroRio, Nelson Tanure.

Com a aquisição, a produção da PetroRio em Frade terá aumento de cerca de 6 mil barris de óleo equivalente por dia (boe/d), se considerados os resultados dos últimos três meses no campo, totalizando 19,4 mil boe/d. O ativo está localizado a cerca de 118 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro.

A conclusão da transação, no entanto, ainda está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, tais como as aprovações pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), além de aprovações internas.

 

Acompanhe tudo sobre:PetrobrasVendas

Mais de Negócios

Na peleia: mesmo com a enchente, gaúcha Docile mantém planos e abre sua primeira loja de doces em SP

Ela se demitiu aos 52 anos para empreender. Hoje é uma das mulheres mais ricas dos EUA

Brasil terá convênio com Alibaba para que pequenas empresas exportem para a China, diz França

21 franquias baratas para empreender em casal de qualquer lugar do mundo a partir de R$ 9,5 mil

Mais na Exame