Acompanhe:
Apresentado por AYA RESIDENCES
seloNegócios

Parceria entre concorrentes faz residencial de Curitiba vender 90% dos apartamentos em 40 dias

Resultado da união entre as empresas Invespark e Blue Empreendimentos, o Aya Residences tem plantas com pé-direito duplo e metragens que vão de 21 a 54m²

Modo escuro

Continua após a publicidade
Mirante em 360º: localização privilegiada fez do empreendimento um sucesso de vendas. (AYA Residences/Divulgação)

Mirante em 360º: localização privilegiada fez do empreendimento um sucesso de vendas. (AYA Residences/Divulgação)

A demanda por produtos pautados nas necessidades dos consumidores tem colocado no mercado do Paraná empreendimentos imobiliários diferenciados. E o Aya Residences, que será o terceiro mais alto residencial da capital paranaense, é um destes produtos.

Na divisa entre o centro de Curitiba e o Batel, seu bairro mais requintado, surgirá em breve um condomínio completo para quem optar por morar ou para aqueles que buscam diversificar sua carteira de investimentos.

O local, que até outro dia abrigava uma faculdade, ganhará uma imponente torre de 35 pavimentos, equivalentes a 42 andares e 533 apartamentos, com praça privativa, coworking, mirante em 360° no rooftop e lazer completo, incluindo espaços como lounge lareira e lounge de vinhos.

O modelo do empreendimento se apropria de tendências que aliam qualidade de vida, praticidade, design moderno e contemporâneo a opções com unidades compactas e funcionais de moradia.

A localização privilegiada, a diversidade de tipologias e uma série de inovações pinçadas dos principais mercados imobiliários do Brasil e do mundo fizeram do empreendimento um sucesso de vendas. Em apenas 40 dias, 90% das unidades foram vendidas. E hoje, em menos de cinco meses após o lançamento, restam apenas 5% ainda à disposição.

“Foi assustador, porque planejamos um determinado timing de vendas e, mesmo trabalhando com preço de mercado e com gatilhos de aumento, vendemos quase tudo em poucas semanas”, explica José Mario Marim, CEO da Blue Empreendimentos. “Claro que o mercado passa por um momento favorável, com Selic em queda e pleno emprego em Curitiba. Mas há também um produto que, em si, superou as expectativas.”

Marim ressalta que a tomada de decisão para o lançamento de um produto como o Aya Residences veio de muita pesquisa e inteligência de mercado. “Optamos por um empreendimento que se encaixa aos investidores, que buscam opções de imóveis para locação no modelo short stay, ou seja, aqueles de curta duração, e para quem quer morar em uma localização superprivilegiada”, destaca.

Concorrentes unidos

A cocriação do empreendimento começou em 2022, quando a Blue, especialista em estruturações e na operação comercial de incorporações, se uniu à Invespark, que tem larga experiência no mercado de imóveis compactos.

A princípio concorrentes, ambas as empresas colocaram a parceria à prova em um primeiro projeto – um sucesso de vendas que agora se repete, segundo os CEOs, graças às sinergias entre as duas companhias.

“A colaboração entre diferentes potências do mercado, sem dúvida, ajudou a sermos mais assertivos no que queríamos oferecer ao mercado”, afirma Luiz Augusto Brenner Rose, CEO da Invespark. “Sempre estivemos alinhados sobre dar a mesma importância a todas as interfaces do projeto, agregando desde o início profissionais altamente qualificados, da arquitetura à equipe comercial, resultando num produto extremamente aderente.”

Para ele, essa aderência é sustentada também pela estratégia de marketing, que aliou inteligência artificial no desenvolvimento das peças da campanha publicitária e inovação, ingredientes fundamentais para o sucesso na comercialização do empreendimento.

Como será o Aya Residences

Entre as praças General Osório e Rui Barbosa, o Aya tem plantas que vão de 21 a 54m², com um pé-direito que pode chegar a 3,6 metros, permitindo, por exemplo, que as unidades tenham um espaço privado em um mezanino.

“O cliente compra metro quadrado, mas recebe metro cúbico. Isso agrega qualidade e valor ao produto mesmo com uma metragem menor”, explica Brenner, revelando que as unidades com essas características foram as que venderam com mais velocidade e mais liquidez.

Enquanto trabalham para alcançar 100% das vendas do Aya – o que deve acontecer já nas próximas semanas –, Invespark e Blue também já se preparam para repetir o bom desempenho com novos lançamentos conjuntos ainda neste ano. “O trunfo dessa parceria não está vinculado a um projeto, mas sim ao que de melhor cada uma das empresas tem a oferecer, surpreendendo o mercado e atraindo os clientes”, diz Marim.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Comprei um imóvel: como passar o IPTU para meu nome? Quanto tempo tenho para fazer a transferência?
seloMercado imobiliário

Comprei um imóvel: como passar o IPTU para meu nome? Quanto tempo tenho para fazer a transferência?

Há 10 horas

Startup lança plataforma para tokenizar imóveis em 100 cidades do Brasil
Future of Money

Startup lança plataforma para tokenizar imóveis em 100 cidades do Brasil

Há um dia

ESG na cadeia de Food Service: um imperativo para o futuro dos negócios
Líderes Extraordinários

ESG na cadeia de Food Service: um imperativo para o futuro dos negócios

Há um dia

Carro flex? Veja por que é mais vantajoso abastecer com etanol
seloApresentado por UNICA

Carro flex? Veja por que é mais vantajoso abastecer com etanol

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais