Negócios

Para analistas, nomeação de Schvartsman na Vale é positiva

Escolha do executivo foi positiva para a Vale; para a Klabin, o anúncio é negativo no curto prazo

41º Fábio Schvartsman (Divulgação/Klabin/Divulgação)

41º Fábio Schvartsman (Divulgação/Klabin/Divulgação)

R

Reuters

Publicado em 28 de março de 2017 às 07h24.

Última atualização em 31 de março de 2017 às 15h38.

São Paulo — O executivo Fabio Schvartsman foi eleito nesta segunda-feira pelo Conselho de Administração da mineradora Vale para assumir o posto de diretor presidente da companhia, em substituição a Murilo Ferreira, informou a empresa em comunicado.

A escolha de Schvartsman, que ocupa o cargo de presidente-executivo da empresa de papel e celulose Klabin, foi considerada positiva por analistas de mercado, que o consideram um executivo experiente.

O executivo foi eleito a partir de uma lista preparada pela empresa internacional de seleção de executivos Spencer Stuart.

O processo de escolha começou após a Vale informar em meados de fevereiro que o contrato de Ferreira, que expira em 26 de maio deste ano, não seria renovado.

Antes de assumir a presidência da Klabin em 2011, Schvartsman trabalhou por dez anos na Duratex e por 22 anos no grupo Ultra, de onde saiu em 2007 como diretor financeiro (CFO) da holding Ultrapar. Ele é graduado e pós-graduado em Engenharia de Produção pela Universidade Politécnica de São Paulo (Poli/USP) e pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas.

A Klabin, ao confirmar a saída do executivo em nota, não informou o substituto para o cargo.

Em comunicado divulgado no início da noite, a mineradora confirmou notícia publicada mais cedo na coluna da jornalista Sonia Racy, no jornal O Estado de S.Paulo.

Antes mesmo da nota da Vale, analistas comentaram que a decisão seria positiva para a mineradora, se fosse confirmada, uma vez que Schvartsman é considerado pelos investidores como um executivo experiente, principalmente pelo sucesso na Ultrapar e na Klabin, observou em nota o Itaú BBA.

Para a Klabin, o anúncio foi visto como um pouco negativo no curto prazo, já que esperava-se que Schvartsman renovasse seu mandato de CEO por mais três anos, disse o banco.

A notícia sobre o processo de escolha do executivo também "minimiza preocupações de interferência política na Vale, o que na nossa visão é algo positivo", acrescentou nota do BTG Pactual.

As ações preferenciais da Vale fecharam em alta de 2,49 por cento nesta segunda-feira.

Acompanhe tudo sobre:BTG PactualFabio Schvartsmanitau-bbaKlabinVale

Mais de Negócios

EXCLUSIVO: Natura prepara primeiro fundo de investimentos em startups; anúncio ocorrerá nesta semana

Essa startup quer fazer R$ 25 milhões com comida para pets que até você pode comer

Não invista em uma franquia sem antes responder a estas 4 perguntas

Conectarh discute como levar a Gestão Estratégica de Pessoas à mesa do CEO

Mais na Exame