Pão de Açúcar pode atingir US$ 160 milhões na AL antes de 2020

Em 2017, a companhia informou um guidance de US$ 50 mi em sinergias com esse processo, que envolve o GPA e ativos do Casino na Colômbia, Uruguai e Argentina

São Paulo - O presidente do Grupo Pão de Açúcar (GPA), Ronaldo Iabrudi, avaliou que a companhia tem capturado num ritmo melhor do que o imaginado sinergias fruto de um processo de aproximação entre os negócios do grupo Casino na América Latina. Em teleconferência com analistas e investidores, o executivo avaliou que a companhia pode conseguir capturar antes do prazo imaginado do final de 2020 as sinergias de US$ 160 milhões anunciadas.

Apenas em 2017, a companhia informou um guidance de US$ 50 milhões em sinergias com esse processo, que envolve o GPA e ativos do Casino na Colômbia, Uruguai e Argentina.

Entre as iniciativas da companhia que guardam relação com essa integração na América Latina estão o desenvolvimento programas de fidelidade, evolução da área de produtos têxteis nas lojas e de um programa no Brasil que converte pequenos mercadinhos independentes em uma rede sob a marca Compre Bem, do GPA.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.