Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Como a NotCo, de alimentos à base de planta, pretende entrar de vez na casa dos brasileiros

Lançamentos, investimentos em tecnologias de ponta e patrocínio de programas de televisão pautam estratégia da startup para popularizar os alimentos plant-based
Creme de leite vegetal da NotCo: produto é lançado no MasterChef para alcançar o grande público (NotCo/Divulgação)
Creme de leite vegetal da NotCo: produto é lançado no MasterChef para alcançar o grande público (NotCo/Divulgação)
M
Maria Clara Dias

Publicado em 16/08/2022 às 17:54.

Última atualização em 17/08/2022 às 10:03.

A NotCo acredita ser possível tornar os alimentos à base de planta (plant-based, como são chamados) populares e parte do carrinho de compras de todas as famílias brasileiras. E para fazer com esses itens caiam no gosto do público geral, uma das apostas está em investir na exibição massiva em televisão aberta. Para isso, a empresa se tornou patrocionadora oficial da temporada mais recente do programa culinário MasterChef Brasil.

O espaço na grade — e no horário nobre — tem sido aproveitado para exibir e lançar novos itens do portfólio em larga escala. Há poucos meses, a NotCo lançou, durante um dos episódios, o seu primeiro leite vegetal, o NotMilk. Agora, a empresa lança seu novo produto, um creme de leite vegetal, também durante a programação.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Dar continuidade à estratégia de lançamentos no programa da Band teve relação com os bons resultados do primeiro teste, afirma Vanessa Giangiacomo, líder de marketing da NotCo. "Foi uma estratégia vencedora e com resultados muito acima do esperado por nós", diz.

A executiva destaca o súbito salto nas pesquisas na internet e na demanda por reativar perfis em redes sociais. "Depois daquela exibição, tivemos um recorde de buscas no Google de pessoas interessadas em conhecer mais sobre a empresa e, para conversar com elas, estarmos próximos e tirar dúvidas, até ativamos o Twitter".

Creme de leite? Por quê?

A nova ofensiva da NotCo para se tornar mais popular parte da criação de um produto que faz parte da despensa da maioria dos lares brasileiros. Segundo uma pesquisa da consultoria Kantar e da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o creme de leite está em 90% das casas no país.

"Continuar com a parceria com o programa também tem relação com o significado que a marca quer ter para o brasileiro: de futuro, de sustentabilidade, mas acima de tudo de algo possível e próximo do dia a dia", diz. A parceria com o MasterChef deve ajudar nesta frente, já que os telespectadores podem assistir, em tempo real, aos chefs fazendo uso do item em receitas.

Uma outra aposta para que itens plant-based se tornem mais comuns nas gôndolas e nos lares está em travar preços a níveis mais acessíveis para o público. No caso do creme de leite da NotCo, o valor final é de R$ 6.

O creme de leite da NotCo é feito à base de grão de bico. A promessa está em manter textura, sabor e aroma quase idênticos ao do produto original, mas sem qualquer ingrediente de origem animal.

Em outra frente, o creme de leite inaugura um novo momento estratégico para a NotCo, que agora busca trazer novos incrementos tecnológicos para a linha de produção com a finalidade de criar itens que despertem "emoções" em seus compradores.

Na prática, isso significa que atualizações na inteligência artificial da marca, chamada de Giuseppe — e responsável pela criação das fórmulas dos produtos — agora também irão priorizar moléculas e fórmulas que, entre si, sejam capazes de relembrar gostos e aromas que despertem memórias afetivas em quem os consomem. "Imagine experimentar o creme de leite em uma receita que lembre a macarronada da sua avó, algo de infância", exemplifica a executiva.

Ao que tudo indica, a tal da comida afetiva é o grande foco de branding da NotCo para o futuro. Com todas as estratégias recentes (incluindo o patrocínio e exibição em produtos para o público em massa), a NotCo pretende fazer parte da memória de brasileiros que buscam alternativas mais saudáveis na hora de fazer compras. "Queremos e podemos ser a maior empresa de alimentos do mundo", diz.