Negócios

Submarino compra Ingresso.com para disputar mercado de R$ 1 bi

Empresa adquirida é líder na venda online de ingressos para cinemas, shows e teatro, e faturou 4 milhões de reais no ano passado

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de maio de 2011 às 18h04.

O portal de vendas Submarino irá comprar todas as ações da Ingresso.com, empresa especializada na venda online de ingressos para cinemas, shows e teatro. O valor do negócio será de 8,81 milhões de reais e envolverá a aquisição de 51 534 ações ordinárias e 21 875 ações preferenciais.

De acordo com o Submarino, a aquisição permitirá à empresa explorar um mercado com grande potencial de crescimento, já que apenas 1% das vendas de ingressos no Brasil estimadas em 1 bilhão de reais no ano passado é feito pela internet.

Os cinemas brasileiros venderam 115 milhões de ingressos e arrecadaram 770 milhões de reais. Segundo o Submarino, entre 2001 e 2004, esse mercado cresceu a uma taxa média anual de 22%. Apesar disso, o país ainda apresenta uma baixa proporção de vendas, mesmo quando comparado com nações semelhantes.

No ano passado, foi vendido 0,6 ingresso por pessoa no Brasil, contra 1,4 ingresso no México e 1,1, na Argentina. Nos Estados Unidos, por exemplo, a venda de ingressos por telefone e internet responde por 10% do total.

Já o segmento de entretenimento (teatros e shows) movimentou 280 milhões de reais no ano passado, equivalente a 7 milhões de tíquetes comercializados. Apesar da população mexicana ser 43% menor que a brasileira, foram vendidos 20 milhões de ingressos nessa área no ano passado.

Para o Submarino, isso indica o potencial de crescimento das vendas online de ingresso no país. "O mercado onde a Ingresso.com atua crescerá não somente pelo aumento natural da demanda de ingressos, mas principalmente pelo aumento da penetração online, que atualmente representa 1% do total", afirma a empresa, em comunicado desta terça-feira (1º/10).


A Ingresso.com conta com 131 000 clientes ativos e é líder na distribuição online de tíquetes. No ano passado, seu faturamento foi de 4 milhões de reais, cifra 77% superior à de 2003. O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de 969 000 reais e sua margem de ebitda chegou a 28,3% sobre a receita líquida.

A empresa possui duas atividades. Além da venda online de ingressos (que alcançou 1 milhão de unidades no ano passado), sua outra fonte de receita é a automação de bilheterias para cinemas e casas de show. Atualmente, 881 salas de cinema gerenciam a comercialização de ingressos com sistemas fornecidos pela companhia.

Segundo o Submarino, além de entrar em uma nova área de negócios, a compra da Ingresso.com trará outras vantagens. A primeira é diversificar a oferta de produtos e serviços para os seus clientes. A empresa também destacou a sinergia entre as empresas, pois os usuários da Ingresso.com poderão ser potenciais clientes do portal de vendas do Submarino e vice-versa.

Sediada no Rio de Janeiro, a Ingresso.com continuará a ser administrada por seus fundadores, Jorge Reis e Mauro Gonzalez. Segundo o Submarino, se as expectativas que sustentaram a aquisição da empresa forem superadas, os fundadores receberão ainda mais 2,1 milhões de reais pela companhia em dezembro de 2007.

Acompanhe tudo sobre:B2We-commerceEmpresasFusões e Aquisiçõeslojas-onlineSubmarino (loja)

Mais de Negócios

Pix com cartão de crédito: como funciona esta opção e quando é vantajoso usá-la

Para se recuperar, empresas do maior hub de inovação do RS precisam de R$ 155 milhões em empréstimos

Investida do bilionário Bernard Arnault, startup faz sucesso usando IA para evitar furtos no Brasil

Riverwood Capital investe R$ 126 mi e quer levar startup mineira de gestão de contratos ao mundo

Mais na Exame