A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Hambúrgueres icônicos e expansão cautelosa: planos do McDonald's para 2021

Segundo o Credit Suisse, alguns dos principais aprendizados da rede de fast food no período foram os cortes de custos - incluindo um menu mais simples

As redes de fast food nunca mais serão as mesmas. Mais digitais e eficientes, as empresas impactadas pela pandemia devem manter mudanças pelos próximos anos. A Arcos Dorados, franqueadora dos restaurantes McDonald's na América Latina, simplificou sua estrutura de custos, investiu em negócios digitais e terá uma expansão física mais prudente até 2021. 

De acordo com um relatório do Credit Suisse, alguns dos principais aprendizados da rede de fast food no período foram os cortes de custos. A Arcos Dorados reduziu gastos com aluguel e com viagens. Além disso, simplificou seu menu, com foco em itens com margens mais altas. Um exemplo é o Big Mac, foco de diversas comunicações no período. 

Em nota para a EXAME, a Arcos Dorados diz que "com o objetivo de otimizar sua cadeia de suprimentos e logística durante a pandemia, além de simplificar a operação para garantir a satisfação e a experiência dos consumidores, a rede priorizou neste período os seus produtos icônicos, únicos e tradicionais".

Com 100 milhões de dólares em caixa e 200 milhões de linhas de crédito disponíveis, a empresa acredita estar bem posicionada para enfrentar o cenário ainda incerto do ano que vem. Para 2021, a expansão será financiada com o caixa e existente e a geração de caixa livre. Segundo o Credit Suisse, a empresa deve ser mais prudente na abertura de lojas, priorizando a rentabilidade e não o número de unidades.

Foco na digitalização

Durante o trimestre, a companhia continuou se apoiando na sua plataforma denominada 3Ds — Drive-Thru, Delivery e Digital, fortalecendo-a como um grande diferencial estratégico. O drive-thru, beneficiado pelas 460 unidades com esse segmento em todo o país — três vezes a quantidade do concorrente mais próximo —, cresceu 52% em moeda constante em relação ao ano anterior.

 (EXAME Research/Exame)

As vendas digitais aumentaram de maneira significativa ante 2019, representando 46% das vendas totais do sistema no país. O delivery continuou se mostrando o grande propulsor de vendas, crescendo cerca de 22% em comparação ao segundo trimestre de 2020, em moeda constante e, 147% em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Ao aumentar o número de downloads e usuários ativos em seu aplicativo, a rede pode conhecer melhor os consumidores e, assim, fazer promoções mais assertivas. Com o marketing certo, a empresa tem mais vendas e margens melhores, diz o banco. "Arcos deve continuar desenvolvendo iniciativas de precificação mais assertivas e feitas sob medida para impulsionar o crescimento nas vendas", escreve o Credit em relatório. 

Ativos imobiliários

A rede tem centenas de restaurantes no Brasil e na América Latina - o que pode significar um valor alto em ativos imobiliários para a empresa. Segundo cálculos do Credit Suisse, a Arcos Dorados tem hoje de 800 milhões de dólares a 1 bilhão de dólares em ativos imobiliários. Em 2009, esse valor era de 936 milhões de dólares. 

No passado, entre 2016 e 2017, a rede vendeu certos ativos imobiliários no México e franqueou novamente algumas unidades no Brasil, levantando cerca de 220 milhões de dólares para reduzir as dívidas. Mesmo assim, a diretoria não considera fazer o mesmo no momento. Isso porque a localização das unidades da empresa é bastante privilegiada e pode oferecer um diferencial frente aos concorrentes. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também