Negócios

Manguinhos analisa medidas judiciais contra desapropriação

Refinaria gera 1.000 empregos diretos e tem previsão de faturamento de R$ 2 bilhões em 2012


	Refinaria Manguinhos
 (Divulgação)

Refinaria Manguinhos (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de outubro de 2012 às 10h12.

São Paulo - Efeitos para a empresa são “absolutamente brutais”, já que imóvel concentra todas as atividades fim da companhia, disse Manguinhos em comunicado ao mercado.

Companhia analisa medidas judiciais contra “esse ato do príncipe” junto a seus assessores jurídicos e financeiros.

Refinaria gera 1.000 empregos diretos e tem previsão de faturamento de R$ 2 bilhões este ano, disse a empresa.

Acompanhe tudo sobre:EmpregosEnergiaGás e combustíveisPetróleoRefit – Refinaria de Manguinhos

Mais de Negócios

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da Polishop

Fernando Goldsztein: Toda a ajuda é pouca para os atingidos pelas enchentes do RS

Rodízio caro: rede de restaurantes Red Lobster pede recuperação judicial com dívida de US$ 1 bilhão

A startup que pretende usar um fundo de R$ 150 milhões para salvar negócios no Rio Grande do Sul

Mais na Exame