Negócios

Lucro líquido da BHP sobe 23% no 1º semestre

Empresa também detalhou a criação de uma nova companhia para agrupar os ativos ligados à exploração de níquel e alumínio, que terá ações na bolsa australiana


	BHP Billiton: "vamos focar nos grandes recursos que dão vantagem competitiva", disse executivo
 (Robert Cianflone/Getty Images)

BHP Billiton: "vamos focar nos grandes recursos que dão vantagem competitiva", disse executivo (Robert Cianflone/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de agosto de 2014 às 08h56.

São Paulo - A mineradora BHP Billiton divulgou lucro líquido de US$ 13,83 bilhões no primeiro semestre deste ano. Na comparação anual, o lucro cresceu 23%, segundo as informações da empresa. O resultado veio em linha com a previsão dos sete analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal.

O lucro subjacente após impostos, que exclui efeitos não recorrentes, teve alta de 10% em comparação com o primeiro semestre de 2013. Já os dividendos por ação cresceram 5% no período, para US$ 0,62.

A empresa também detalhou a criação de uma nova companhia para agrupar os ativos ligados à exploração de níquel e alumínio, que terá ações listadas na bolsa australiana.

"Em um único passo, vamos focar a BHP Billinton nos excepcionalmente grandes recursos que lhe dão vantagem competitiva", disse o executivo chefe Andrew Mackenzie, em referência ao direcionamento da empresa para a produção de minério de ferro, cobre e carvão e petróleo.

A mudança que separará os negócios, conhecida no meio empresarial como spinoff, deve ser completada no primeiro semestre de 2015, segundo as informações da empresa.

Às 06h32 (de brasília) as ações da BHP caiam 3,89% na bolsa de Londres, a 1.984,50 libras.

Com informações da Dow Jones Newswires.

Acompanhe tudo sobre:BHP BillitonEmpresasgestao-de-negociosIndústriaLucroMineraçãoMineradorasResultadoSiderurgia e metalurgia

Mais de Negócios

Os engenheiros da saúde: como essa startup quer evitar perdas financeiras nos hospitais

IBM aposta em padrões abertos para incentivar o uso em escala da IA

Como a Renova Invest se mantém entre as melhores assessorias há 5 anos

Para além da Heineken na hora do aperto: o Rappi Turbo quer virar o seu próximo mercadinho de bairro

Mais na Exame