Negócios

Lucro da Comcast é impulsionado por aumento de assinantes

Alta foi favorecida pela maior adição de assinantes em seu negócio de Internet de alta velocidade em seis anos e melhor rentabilidade da unidade NBC Universal


	Comcast: companhia acrescentou 203 mil clientes líquidos à sua base no negócio de Internet de alta velocidade
 (Andrew Harrer/Bloomberg)

Comcast: companhia acrescentou 203 mil clientes líquidos à sua base no negócio de Internet de alta velocidade (Andrew Harrer/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de julho de 2014 às 14h21.

São Paulo - A Comcast divulgou alta superior à esperada em seu lucro trimestral, favorecida pela maior adição de assinantes em seu negócio de Internet de alta velocidade em seis anos e melhor rentabilidade da unidade NBC Universal.

A Comcast, que está buscando aprovação de reguladores para sua oferta de 45,2 bilhões de dólares para adquirir a Time Warner Cable, acrescentou 203 mil clientes líquidos à sua base no negócio de Internet de alta velocidade no segundo trimestre, encerrado em 30 de junho.

O resultado foi superior à adição de 161 mil clientes esperada por analistas, segundo a empresa de pesquisa StreetAccount.

O lucro líquido atribuível à Comcast avançou 15 por cento, para 1,99 bilhão de dólares, ou 0,76 dólar por ação. Excluindo itens extraordinários, a empresa lucrou 0,75 dólar por ação, acima da estimativa média de analistas de 0,72 dólar, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita total subiu 3,5 por cento, para 16,84 bilhões de dólares, mas ficou abaixo da previsão média de analistas, de 16,95 bilhões de dólares.

Acompanhe tudo sobre:BalançosComcastEmpresasEmpresas americanasInternetLucro

Mais de Negócios

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Ligadona em você: veja o que aconteceu com a Arapuã, tradicional loja dos anos 1990

A empresa inglesa que inventou a retroescavadeira vai investir R$ 500 milhões no Brasil — veja onde

Mais na Exame