Negócios

Graça Foster e diretores renunciam ao comando da Petrobras

Informação foi divulgada hoje na área de Relações com os Investidores da companhia

Graça Foster: ela deixou Planalto sem se pronunciar se vai deixar presidência da Petrobras (Ueslei Marcelino/Reuters)

Graça Foster: ela deixou Planalto sem se pronunciar se vai deixar presidência da Petrobras (Ueslei Marcelino/Reuters)

Tatiana Vaz

Tatiana Vaz

Publicado em 4 de fevereiro de 2015 às 11h10.

São Paulo – A mudança no comando da maior empresa do país acaba de ser confirmada. A presidente da Petrobras, Graça Foster, e outros cinco diretores renunciaram aos cargos.

A informação foi divulgada agora na área de Relações com os Investidores da companhia, em resposta à BM&F sobre o compartamento das ações da empresa na bolsa ontem. 

Os papéis começaram a subir depois da especulação de uma possível troca de presidência na Petrobras - que de fato aconteceu. 

Na nota, a empresa informa que "seu Conselho de Administração se reunirá na próxima sexta-feira, dia 06.02.2015, para eleger nova Diretoria face à renúncia da Presidente e de cinco Diretores".

A executiva deixou ontem o Planalto sem se pronunciar com a imprensa depois de uma longa conversa com a presidente Dilma Rousseff.

Nomes de mercado, como o do ex-presidente do BC, Henrique Meirelles, e o do ex-presidente da Vale, Roger Agnelli, estão entre os cogitados. 

Seria uma saída "à la Levy", como batizou o mercado, em alusão ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que era diretor do Bradesco e foi chamado para o governo.

Acompanhe tudo sobre:Capitalização da PetrobrasEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas estataisEstatais brasileirasExecutivos brasileirosGás e combustíveisGraça FosterIndústria do petróleoMulheres executivasOperação Lava JatoPetrobrasPetróleo

Mais de Negócios

“Vamos investir 800 milhões de dólares para transição de veículos elétricos”, diz CEO global do Uber

Universidade aposta em software com IA para aumentar a segurança no campus

Sebrae promove evento gratuito sobre sustentabilidade para pequenos negócios. Inscreva-se

Os CEOS mais bem pagos em 2023 nos EUA

Mais na Exame