Acompanhe:
seloNegócios

Gol tem alta de 2,3% na receita por passageiro do 4º tri

Os dados prévios de tráfego da companhia mostraram queda de 4 por cento na oferta doméstica no quarto trimestre e recuo de 8 por cento na demanda

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Avião da Gol: dados prévios de tráfego da companhia mostraram queda de 4 por cento na oferta doméstica no quarto trimestre
 (Dado Galdieri/Bloomberg)

Avião da Gol: dados prévios de tráfego da companhia mostraram queda de 4 por cento na oferta doméstica no quarto trimestre (Dado Galdieri/Bloomberg)

D
Da Redação

Publicado em 1 de fevereiro de 2016 às, 09h41.

São Paulo - A companhia aérea Gol teve crescimento na receita líquida por passageiro de outubro a dezembro, ajudada pela alta do indicador que mede os preços de passagens, o que reverteu o desempenho negativo sofrido no terceiro trimestre, informou nesta segunda-feira.

A Gol disse que a receita líquida por passageiro (Prask) subiu 2,3 por cento no quarto trimestre ante o mesmo período do ano anterior e avançou 7,2 por cento sobre o terceiro trimestre. Enquanto isso, o yield, que mede preços de passagens, subiu 6,8 por cento ante os três últimos meses de 2014 e 11,7 por cento ante o terceiro trimestre.

O crescimento é "reflexo das ações adotadas pela companhia recentemente com foco na recuperação do resultado operacional", afirmou a Gol, e vem após queda de ambos os indicadores de julho a setembro. No ano passado, a Gol anunciou ajustes na malha e redução de frota para ajudar a combater os efeitos da volatilidade cambial e do cenário econômico adverso no Brasil.

Os dados prévios de tráfego divulgados pela companhia nesta segunda-feira mostraram ainda queda de 4 por cento na oferta doméstica no último trimestre e recuo de 8 por cento na demanda na base de comparação anual. No mercado de voos internacionais, tanto oferta quanto demanda caíram 13 por cento de outubro a dezembro.

No sistema total da Gol, que considera tanto os voos domésticos quanto os internacionais, a oferta caiu 5 por cento e a demanda recuou 9 por cento no quarto trimestre ante os três últimos meses do ano anterior. A taxa de ocupação caiu 3,3 pontos percentuais, a 75,4 por cento.

No fechado de 2015, a oferta doméstica da Gol ficou estável contra 2014, em linha com a projeção divulgada para 2015 de redução de 1 por cento a estável.

A aérea informou ainda que o preço do combustível de aviação no quarto trimestre ficou entre 2,25 e 2,29 reais por litro, o que representa uma queda de aproximadamente 6 por cento frente a 2014.

Texto atualizado às 10h40.

Últimas Notícias

Ver mais
Biomm vai trazer similar do Ozempic ao Brasil; ação dispara 38%
Exame IN

Biomm vai trazer similar do Ozempic ao Brasil; ação dispara 38%

Há 19 horas

Vibra, Suzano e Petrogal se unem em torno do combustível de aviação sustentável
ESG

Vibra, Suzano e Petrogal se unem em torno do combustível de aviação sustentável

Há 21 horas

Quem poderia levar os hospitais da Dasa? O Itaú BBA tem seu palpite
Exame IN

Quem poderia levar os hospitais da Dasa? O Itaú BBA tem seu palpite

Há um dia

Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México
Exame IN

Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais