Negócios

Gerdau tem lucro acima do esperado no 2o trimestre

Lucro líquido da companhia foi acima do esperado pelo mercado, com salto nas vendas e melhora do desempenho dos negócios do grupo no exterior

Maior produtora de aços longos das Américas, Gerdau divulgou lucro líquido de 856 milhões de reais de abril a junho (.)

Maior produtora de aços longos das Américas, Gerdau divulgou lucro líquido de 856 milhões de reais de abril a junho (.)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h40.

São Paulo - A Gerdau encerrou o segundo trimestre com lucro líquido acima do esperado pelo mercado, com salto nas vendas e melhora do desempenho dos negócios do grupo no exterior e com aços especiais.

A companhia, maior produtora de aços longos das Américas, divulgou lucro líquido de 856 milhões de reais de abril a junho, contra prejuízo de 329 milhões de reais um ano antes. Analistas consultados pela Reuters previam lucro de 690 milhões de reais para a Gerdau no segundo trimestre, conforme a média de seis estimativas.

O Ebitda - sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação - foi de 1,72 bilhão de reais de abril a junho, ante 595 milhões reais em igual período de 2009. A margem passou para 21 por cento, ante 9 por cento, na mesma base de comparação.

A receita líquida consolidada totalizou 8,3 bilhões de reais nos três meses até junho, melhora de 30 por cento sobre os 6,4 bilhões de reais em igual intervalo do ano passado.

Em termos de produção, a Gerdau elevou o volume de aço bruto em 52 por cento no período, também contra o segundo trimestre de 2009, para 4,7 milhões de toneladas, enquanto as vendas em volume somaram 4,4 milhões de toneladas, em linha com o esperado pelo mercado.

As operações no Brasil foram "destaque nesse período de comparação, com um aumento de 53 por cento na produção, decorrente do retorno da operação do Alto-Forno 1 da Unidade de Ouro Branco (MG) a partir de julho de 2009, com 3 milhões de toneladas de capacidade anual, que tem como principal foco a atuação no mercado de exportação de produtos semi-acabados", afirmou a Gerdau.

Os negócios com aços especiais, muito usados pela indústria automotiva, inverteram o desempenho de um ano antes com um aumento de produção de 123 por cento, com melhora em todas as regiões de atuação (Brasil, Estados Unidos e Espanha), motivada pelos programas governamentais de estímulo ao mercado de veículos.

Leia mais notícias sobre a Gerdau

Siga as últimas notícias do site EXAME sobre Negócios no Twitter

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas brasileirasGerdauIndústriaLucroSiderurgiaSiderurgia e metalurgiaSiderúrgicas

Mais de Negócios

Previsão é que produção de calçados esteja normalizada no RS até fim de junho

Novo CEO do iFood: o crescimento não virá de novos negócios, mas do aumento da frequência

Para além do marombeiro: rede de academias do Nordeste faz R$ 300 milhões "brigando contra o sofá"

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Mais na Exame