Negócios

Gerdau comprará unidade norte-americana por US$1,7 bi

São Paulo - A Gerdau anunciou nesta quarta-feira que seu conselho de administração aprovou a aquisição da totalidade das ações em circulação de sua unidade norte-americana Gerdau Ameristeel por até 1,7 bilhão de dólares. Segundo comunicado da Ameristeel, segunda maior produtora de aço da América do Norte através de fornos elétricos (mini mills) com uma capacidade […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h38.

São Paulo - A Gerdau anunciou nesta quarta-feira que seu conselho de administração aprovou a aquisição da totalidade das ações em circulação de sua unidade norte-americana Gerdau Ameristeel por até 1,7 bilhão de dólares.

Segundo comunicado da Ameristeel, segunda maior produtora de aço da América do Norte através de fornos elétricos (mini mills) com uma capacidade de produção de 12 milhões de toneladas, a Gerdau pagará 11 dólares por ação da unidade em dinheiro.

O valor representa um ágio de 53,4 por cento sobre preço de fechamento da ação da unidade na bolsa de Nova York na véspera e de 45,9 por cento sobre o preço médio dos últimos 30 dias de negócios com o papel.

A Gerdau já detém 66,3 por cento das ações emitidas pela Ameristeel e vai pagar a aquisição com recursos em caixa e financiamento compromissado. "Como subsidiária integral da Gerdau, a Gerdau Ameristeel deverá realizar sinergias globais e se beneficiará de um menor custo de financiamento resultante dos ratings de crédito superiores da Gerdau", afirma a companhia brasileira, maior produtora de aços longos das Américas.

A Ameristeel tem unidades nos Estados Unidos e Canadá e produz uma série de aços longos, incluindo barras de reforço, perfis estruturais, vergalhões que são usados em setores como infraestrutura, automotivo, mineração, transmissão elétrica e produção de equipamentos.

A operação norte-americana foi duramente atingida pela retração dos mercados imobiliário e automotivo dos Estados Unidos durante a crise financeira internacional. Após os resultados do primeiro trimestre, a Gerdau divulgou que os negócios na América do Norte estão atravessando recuperação lenta, com um aumento gradual na demanda por aço ao longo do ano.

No trimestre passado, as operações na América do Norte da Gerdau registraram vendas de 1,345 milhão de toneladas de aço, alta de 24,5 por cento sobre um ano antes e de 11,5 por cento sobre os três últimos meses de 2009.

O valor proposto foi calculado pela RBC Capital Markets e a Gerdau foi assessorada pelo JP Morgan. A companhia espera que a assembleia de acionistas da Ameristeel para avaliar a proposta ocorra no início do terceiro trimestre. Às 10h13, as ações da Gerdau na BM&FBovespa subiam 0,41 por cento enquanto o Ibovespa operava com ganho de 0,4 por cento.

Saiba tudo sobre a Gerdau

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas brasileirasEstados Unidos (EUA)Fusões e AquisiçõesGerdauInvestimentos de empresasPaíses ricosSiderurgiaSiderurgia e metalurgiaSiderúrgicas

Mais de Negócios

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Ele vendia trufas e hoje fatura R$ 80 milhões com a maior rede de pilates da América Latina

Ronaldo pode vender clube espanhol por um quarto do valor embolsado com o Cruzeiro

Mora no exterior e quer doar recurso ao RS? Agora é possível através destas instituições financeiras

Mais na Exame