Negócios

GE fornecerá 150 MW em turbinas no Brasil a parque eólico da Rio Energy

O acordo também inclui contrato de operação e manutenção dos equipamentos por período de 10 anos, com possibilidade de renovação por 20 anos

Energia eólica: As turbinas serão fabricadas e entregues no Brasil e deverão ser instaladas no último trimestre de 2020 (Paulo Whitaker/Reuters)

Energia eólica: As turbinas serão fabricadas e entregues no Brasil e deverão ser instaladas no último trimestre de 2020 (Paulo Whitaker/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 18 de dezembro de 2019 às 15h25.

São Paulo - A norte-americana GE anunciou nesta quarta-feira que fechou acordo com a Rio Energy, da empresa de private equity norte-americana Denham Capital, para fornecer turbinas ao parque eólico Serra da Babilônia, na Bahia.

O negócio envolve a entrega, instalação e comissionamento de 30 máquinas do modelo Cypress, com potência unitária de entre 4,8 megawatts e 5,1 megawatts, em total de cerca de 150 megawatts em capacidade, disse a fabricante em comunicado.

As turbinas serão fabricadas e entregues no Brasil e deverão ser instaladas no último trimestre de 2020.

O acordo também inclui contrato de operação e manutenção dos equipamentos por período de 10 anos, com possibilidade de renovação por 20 anos.

O parque Serra da Babilônia já conta atualmente com 223,25 megawatts de capacidade e será ampliado com as máquinas da GE.

O negócio é o segundo fechado pela fabricante no Brasil envolvendo o modelo Cypress, seu mais recente lançamento em turbinas eólicas para o país.

A GE já havia anunciado em outubro a venda de 25 máquinas Cypress para parque da francesa EDF Renewables.

 

Acompanhe tudo sobre:BahiaEnergia eólicaGE - General Electric

Mais de Negócios

Previsão é que produção de calçados esteja normalizada no RS até fim de junho

Novo CEO do iFood: o crescimento não virá de novos negócios, mas do aumento da frequência

Para além do marombeiro: rede de academias do Nordeste faz R$ 300 milhões "brigando contra o sofá"

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Mais na Exame