Negócios

Fundador da Best Buy avança em plano de venda de US$ 11 bi

Richard Schulze examina os números da maior cadeia de eletrônicos do mundo, no primeiro passo rumo ao que pode se tornar uma operação de venda


	Informação sobre o Best Buy é de pessoas familiarizadas com o assunto
 (Tom Pennington/Getty Images)

Informação sobre o Best Buy é de pessoas familiarizadas com o assunto (Tom Pennington/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de outubro de 2012 às 09h35.

Nova York - O fundador da Best Buy, Richard Schulze, e pelo menos quatro empresas de private equity começaram a examinar os números da maior cadeia de eletrônicos do mundo, no primeiro passo rumo ao que pode se tornar uma operação de venda com potencial de 11 bilhões de dólares, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

Apollo Global Management, Cerberus Capital Management, TPG Capital e Leonard Green & Partners estão entre as companhias que estão conduzindo o processo de análise dos números e operações (due diligence) na Best Buy, assim como Schulze e seus assessores financeiros do Credit Suisse, segundo diversas fontes disseram à Reuters.

Ao mesmo tempo, Schulze está negociando individualmente com as empresas de private equity detalhes como com quanto de sua participação de cerca de 20 por cento na empresa ele contribuiria no caso de uma oferta e qual seria sua função após a operação, segundo as fontes.

A ideia é que Schulze reúna as empresas de private equity para formar um consórcio e apresentar uma proposta de compra da Best Buy, acrescentaram as fontes.

O processo está em fase inicial e nenhuma decisão foi tomada até o momento. Uma das fontes disse que o grupo não deve apresentar uma proposta de aquisição antes de meados de novembro.

O Credit Suisse não quis comentar o assunto. Schulze, Best Buy e as empresas de private equity não retornaram imediatamente aos pedidos de comentários.

Acompanhe tudo sobre:Best BuyEmpresasEmpresas americanasFusões e AquisiçõesNegociaçõesVendas

Mais de Negócios

Apple mantém diálogos com concorrente Meta sobre IA

30 franquias baratas para começar a empreender a partir de R$ 9.500

Empreendendo no mercado pet, ele saiu de R$ 50 mil para R$ 1,8 milhão. Agora, aposta em franquias

Ele quer chegar a 100 lojas e faturar R$ 350 milhões com produtos da Disney no Brasil

Mais na Exame